Os melhores cuidados para prevenir e tratar a bronquite

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

bronquite crónicaCom as mudanças de temperatura e a chegada do inverno é fácil apanhar um resfriado, uma gripe ou que também possa aparecer uma bronquite.

É especialmente importante a sua prevenção, sobretudo para quem já tem propensão para ter problemas respiratórios. Para o conseguir, há alguns cuidados essenciais que também se podem ter, mesmo após o seu aparecimento para reduzir a incidência e haver uma melhor recuperação.

E atenção porque é muito importante levar estes cuidados a sério porque a bronquite pode tornar-se crónica.

 

A bronquite

Em primeiro lugar, há que saber o que é a bronquite, uma vez que costuma ser muitas vezes confundida com outras patologias. Esta doença é uma inflamação da zona que cobre os brônquios, de tal forma que o ar custa a entrar e há dificuldade em respirar, dando lugar ao aparecimento de tosse e de mucosidade.

Tanto a tosse como a mucosidade são os dois sintomas mais evidentes que se pode ter bronquite. Mas há também outros elementos a que é preciso dar atenção, como por exemplo dificuldade para respirar, sensação de falta de ar ou fadiga.

Perante estes sintomas, o melhor é recorrer à ajuda do médico para ser feito um diagnóstico e ser-se devidamente tratado. Não é conveniente esperar mais do que uma semana para ver se passa a tosse ou a fadiga porque a doença continua a avançar e há o risco da bronquite se tornar crónica.

Normalmente que o tratamento costuma ser à base de aerossóis ou broncodilatadores para inalar, embora também possam ser prescritos corticosteróides.

Poderá mesmo também ser necessário receber oxigénio (em função da gravidade da infecção pulmonar). Por vezes também poderá ser necessário fazer fisioterapia respiratória.

bronquite

Cuidados

Para além dos tratamentos médicos anteriormente referidos, pode-se seguir em casa e no dia-a-dia uma série de regras que ajudam tanto a prevenir a doença como para a aliviar os sintomas.

Um dos mais recomendáveis é beber muita água ou sumos de fruta naturais para que o organismo se mantenha bem hidratado e se possa limpar a mucosa do organismo.

É também fundamental vigiar a alimentação porque existem alguns alimentos que são bastante benéficos para limpar o organismo, como a cúrcuma, a qual ajuda a limpar os pulmões, para além de ter propriedades antibacterianas, antivirais e anticancerígenas, entre outras.

Pelo contrário, deve-se evitar uma outra série de alimentos, como os fritos porque aumentam a inflamação dos pulmões, o que consequentemente piora a bronquite. Desta forma, é melhor optar pela cozinha a vapor, no forno ou na grelha.

Também não se deve ingerir açúcar refinado e é preciso ter cuidado com o café e o chá porque a cafeína e a teína podem interferir negativamente no efeito dos broncodilatadores.

E naturalmente que é preciso deixar de fumar (se for fumador, claro). Tente respirar ar de qualidade, evitando ao máximo os meios mais contaminados ou onde exista muito pó, fumos, etc.

Também ajuda a prática de exercício físico para melhorar o sistema respiratório.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.