Cúrcuma: uso, dosagem, propriedades e benefícios para a saúde

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

cúrcuma

A cúrcuma é uma planta utilizada como especiaria na cozinha, cuja cor amarela não passa despercebida e que lhe dá uma tonalidade semelhante à mostarda. Mas não serve apenas como ingrediente culinário pois também é utilizada como remédio natural há milhares de anos devido às suas propriedades anti-inflamatórias.

 

Curcumina: o poderoso ingrediente da cúrcuma

Segundo diversos estudos científicos:

  •  A curcumina pode ajudar a minimizar os danos no fígado, de acordo com um estudo experimental da Universidade Médica de Graz, na Áustria.
  • A curcumina inibe o crescimento do cancro da pele, o melanoma e do cancro da mama, segundo estudos realizados na Universidade do Texas.
  • A cúrcuma utilizada no curry que é consumida diariamente na Índia poderá ser uma boa explicação para a baixa taxa de incidência de Alzheimer nesse país, segundo alguns especialistas.
  • A cúrcuma reduziu em 58% a dor e a rigidez em pacientes com osteoartrite do joelho, segundo um estudo realizado em Itália. Houve inclusivamente uma melhoria de 300% do bem estar emocional desses mesmos pacientes.

Em resumo e segundo um artigo publicado na Advanced Experimental Medical Biology, em 2007: “A curcumina demonstrou ter actividade antioxidante, anti-inflamatória, antiviral, antibacteriana, antifúngica, e contra o cancro. Tem por isso um grande potencial na luta contra diversas doenças como a diabetes, alergias, artrites, doença de Alzheimer e outras doenças crónicas”.

 

Uso e benefícios para a saúde

Chamada “a rainha das especiarias”, a cúrcuma tem muitos benefícios para a saúde e até mesmo alguns nutrientes saudáveis como: proteínas, fibra dietética, niacina, vitaminas C, E e K, sódio, potássio, cálcio, cobre, ferro, magnésio e zinco.

Conheça os benefícios do consumo de cúrcuma:

  • Ajuda a prevenir o cancro
  • Alivia as dores da artrite
  • Ajuda no tratamento da diabetes
  • Cura as feridas
  • Ajuda a prevenir a Doença de Alzheimer
  • Melhora a digestão
  • Ajuda a desintoxicar o fígado
  • Ajuda a manter o peso ideal
  • Reduz os níveis de colesterol
  • Fortalece o sistema imunitário

 

Possíveis efeitos secundários

A cúrcuma é relativamente segura quando usada de forma apropriada nos adultos e não costuma causar quaisquer efeitos secundários, embora algumas pessoas possam ter dores de estômago, náuseas, tonturas ou diarreia.

 

Precauções

  • Gravidez e aleitação: Não se recomenda o seu consumo durante a gravidez e a aleitação porque pode colocar em risco a própria gravidez.
  • Problemas na vesícula biliar: Pode piorar os problemas com a vesícula biliar.
  • Doença por refluxo gastro esofágico (DRGE): Pode causar dores no estômago em algumas pessoas.
  • Cirurgia: Pode retardar a coagulação sanguínea e provocar sangramento adicional.

 

Dosagem recomendada

Fale primeiro com o seu médico antes de começar a tomar cúrcuma como remédio natural.

Por via oral:

  • Para a indigestão (dispepsia) recomenda-se tomar 500 mg de cúrcuma, 4 vezes ao dia.
  • Para a osteoartrite recomenda-se tomar 500 mg de extracto de cúrcuma, 2 vezes ao dia.
  • Para a artrite reumatóide aconselha-se tomar 500 mg de cúrcuma, 2 vezes ao día.

 

Como sempre, recomendamos que consulte o seu médico. A informação deste artigo tem uma função meramente informativa e não dispensa o aconselhamento médico.

 

Fontes: WebMD, Mother Nature Network, Dr. Weil, CNN, Huffington Post.

loading...

16 Comentários

  1. Roberto
  2. Joaldir Martins
  3. Berenice Cardoso
  4. Lília Malta
  5. Samanta Franco De Lima
  6. Francisco de Assis Lamar
  7. Laercio Alves
  8. rosangela
  9. sandra brito

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...