Vivendo com Psoríase

Vivendo com Psoríase

Vivendo com PsoríaseA psoríase é uma doença crónica, não transmissível, dolorosa e incapacitante, para a qual não existe cura. Apresenta-se em forma de lesões vermelhas, cobertas por escamas brancas e secas que se localizam nos cotovelos, joelhos, tronco e couro cabeludo. As pessoas com esta doença têm um maior risco de vir a desenvolver outros problemas de saúde como diabetes, obesidade, doença de Crohn, ataques cardíacos, colite ulcerosa, síndrome metabólico, doenças hepáticas, lúpus e cancro da pele.
Os pacientes com psoríase têm elevado potencial de vir a desenvolver outras doenças como por exemplo artrite psoriática (mais de 30 % dos pacientes são diagnosticados), síndrome metabólico (mais de 50 % padece de hipertensão, altos níveis de glicose e triglicéridos) e doenças cardiovasculares, entre outras. Por esta razão, é importante que o paciente seja avaliado de forma preventiva por especialistas no tratamento e prevenção de doenças mais sérias.
A psoríase pode ser controlada e aliviada se o paciente puder ter acesso ao tratamento mais adequado. Por essa razão é importante o acesso a diferentes terapias de acordo com o tipo de psoríase de cada paciente.
Dados da Federação Internacional das Associações de Psoríase estimam que existam cerca de 125 milhões de pessoas em todo o mundo a padecer de psoríase e de artrite psoriática. Em alguns países estima-se que cerca de 3 % da população pode padecer desta condição. Por essa razão, desde 2004 que diversas associações de pacientes em todo o mundo têm vindo a desenvolver actividades educativas e de apoio no intuito de educar e alertar a comunidade e os líderes mundiais acerca deste problema de saúde.
Esta é uma doença que representa um sério desafio de saúde a nível mundial. As pessoas com psoríase ou artrite psoriática enfrentam por vezes situações de discriminação e rejeição devido às suas lesões na pele. Por essa razão é muito importante educar a população em geral sobre os problemas que os doentes com esta doença enfrentam diariamente para evitar situações de discriminação.
2

Sem comentários

Escrever um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Adblock Detectado!

Este blogue depende da publicidade para se manter online e com acesso gratuito. Por favor desligue o seu bloqueador de publicidade no nosso website.

Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.