Vírus Influenza

Ataque o Vírus Influenza com uma Boa Alimentação

Vírus Influenza
Todos os anos somos advertidos com a chegada do vírus influenza e da importância de nos vacinarmos para evitar o contágio desta doença.
Este vírus afecta as vias respiratórias e tem contágio fácil através do contacto com secreções de pessoas contagiadas. Por exemplo, se alguém com influenza tosse ou espirra sem tapar a boca e passa em alguma área onde este espirro ocorreu e leva com as mãos aos olhos, nariz ou boca, pode ficar contaminado com este vírus. Nos dias seguintes pode começar a sentir os sintomas, ou não. Isto depende se houve um ambiente propicio no intestino para que se dêem as condições adequadas para o desenvolvimento do vírus no corpo.
Por isso, devemos fazer uma dieta adequada que fortaleça o organismo para o manter pronto a atacar o vírus e não permitir o seu desenvolvimento. Deve também saber quais são os alimentos o vão ajudar a contrariar os sintomas e a recuperar o mais rapidamente possível.
Alimentar-se de forma adequada, incorporando na sua dieta alimentos com alto conteúdo de nutrientes que ajudarão a reforçar o seu sistema imunitário, é fácil. Um sistema forte ajudará a defender-se contra as doenças, não apenas contra o vírus influenza. Estes alimentos devem ser principalmente uma boa fonte de proteínas, vitaminas e minerais. De seguida vamos conhecer alguns alimentos que deve consumir durante este período.

Proteínas

Para começar, deve saber que as proteínas são essenciais para construir massa muscular e manter o corpo saudável. Por exemplo, o salmão tem um elevado conteúdo em ácidos gordos Ómega-3 e as proteínas necessárias para sintetizar as estruturas do sistema imunitário, as células, os anticorpos, as membranas e até a pele. A sua função é reparar tecidos. Se as estruturas não estão fortalecidas, os vírus e as bactérias farão uma festa pois não tem uma barreira adequada para se proteger e atacá-los.
Outra boa fonte de proteínas são os ovos. Tem cerca de 6.8 gramas de proteínas; para uma pessoa saudável recomenda-se 50 gramas de proteínas por dia. O ovo é também rico em vitaminas, como a B6 e B12, e minerais, como o selénio e o zinco. As investigações mostraram que a deficiência e carência destes nutrientes estão relacionadas com o aumento e desenvolvimento agudo de gripes e constipações. Consumir estes produtos diariamente vai ajudá-lo a ter um sistema imunitário saudável.
Outro alimento recomendado são as nozes e castanhas. Para além de serem uma boa fonte de proteínas, têm um elevado conteúdo de selénio e zinco, minerais essenciais para o bom funcionamento do sistema imunitário, reduzindo o tempo que o vírus permanece no sistema. As que têm mais selénio são as castanhas do Brasil, enquanto que as castanhas têm mais zinco. Outra boa fonte de zinco são as ostras, as amêijoas e outros frutos do mar. A ciência já nos mostrou que os mariscos reduzem o tempo de duração das gripes.
O iogurte, especialmente o grego, tem também elevados níveis de proteínas e de prebióticos porque tem cultivos vivos de bactérias que promovem uma boa flora intestinal que evitará que as bactérias más aumentem e ataquem o nosso sistema. O iogurte reduz o pH, o que impede a contaminação com possíveis patógenos. No entanto, nem todos os iogurtes têm cultivos de bactérias boas em quantidades adequadas para este efeito; deve ler bem a etiqueta para verificar se tem bactérias vivas, especialmente lactobacillusbifidobacterium. Recomenda-se um consumo diário de 220 gramas.

Vitaminas

Em relação ao consumo de alimentos ricos em vitaminas, recomenda-se uma ingestão adequada de frutas e vegetais de folha verde e cor intensa. Quanto mais intensa a cor, maior quantidade de antioxidantes tem, e consequentemente maior protecção da célula. No grupo das vitaminas, a mais recomendada para atacar o vírus da influenza é a C. As investigações mostram que as pessoas que consomem alimentos com elevado conteúdo de vitamina C ou que tomam suplementos regularmente, poderão ter gripes ligeiras ou mais curtas, assim como sintomas mais leves. Esta vitamina pode ser encontrada nos citrinos, kiwi, manga, papaia, ananás, morangos e bagas (berries) de cores intensas, melancia e vegetais como o pimento vermelho, brócolos, couve de Bruxelas, couve-flor, espinafres, repolho, pimento vermelho, batata, tomate e chuchu. Alguns alimentos são enriquecidos com vitamina C, entre os quais estão os cereais e alguns sucos, mas tenha cuidado porque manter armazenados estes alimentos por um período de tempo prolongado e com exposição à luz reduz o conteúdo desta vitamina.
Da mesma forma, alimentos com alto conteúdo de betacaroteno como a cenoura, a abóbora, os pêssegos, os damascos são grandes fontes de vitamina A, a qual evita que as bactérias se continuem a reproduzir e regenera a mucosa respiratória. Uma sopa de abóbora irá ajudar a eliminar a mucosidade nos brônquios, nos pulmões e na garganta.

Outros

O alho cru e a cebola fortalecem o sistema imunitário, aumentando a resposta e ajudam a prevenir gripes e infecções devido às suas propriedades antibióticas naturais. Ajudam a expulsar a mucosidade e o catarro. A cebola tem a vantagem de não perder as suas propriedades quando é cozinhada.
O gengibre é conhecido pelas suas propriedades analgésicas, anti-bacterianas e antipiréticas. Se tiver vómitos, dor de estômago ou diarreias, um chá de gengibre pode ajudar a aliviar estes sintomas e também previne infecções da garganta pela sua capacidade anti-bacteriana e anti-inflamatória. É recomendado para fazer gargarejos.

Líquidos

Uma ingestão adequada de água ajudará a manter bem hidratado o organismo. Quando estamos engripados temos tendência para nos desidratarmos devido à febre. Também perdemos líquidos quando espirramos, quando tossimos e com a diarreia. A desidratação é perigosa, e se não ligarmos a este problema a tempo, até pode causar a morte. Uma ingestão adequada e constante de líquidos vai-nos manter hidratados e hidratar também  as vias respiratórias, ajudando a aliviar os incómodos na garganta, no nariz e a eliminar a mucosidade. Para além de água, também pode beber leite, sumos 100 % fruta, caldos e sopas, fruta e, gelatinas, assim como chá de camomila, que alivia a tosse e reduz a inflamação do aparelho respiratório. O chá verde contém citoquinas que ajudam a combater e prevenir a gripe. Se juntar mel, vai também ajudar a libertar a expectoração e combater as infecções de garganta.
Não podia aqui faltar a canja de galinha; as nossas avós e mães sabiam isso bem. Já ficou demonstrado que esta reduz a congestão, lubrifica a garganta e tem efeitos anti-inflamatórios. Para além disso, algo quente como uma sopa caseira cai sempre bem.
Desta forma, uma alimentação adequada, hidratação e descanso vão ajudar tanto a evitar que fique doente, como a reduzir o tempo e os sintomas do vírus influenza, porque os melhores remédios estão nos alimentos que ingerimos.
3

Sem comentários

Escrever um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.