Tudo o que precisa saber sobre os dentes do siso

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

dentes do sisoJá alguma vez teve algum problema com os dentes do siso? Se a resposta é afirmativa, saiba que o mesmo acontece com a maioria de nós. O que acontece é que a única coisa que fazem é trazer problemas sem servir absolutamente para nada.

Têm este nome por serem os últimos a sair, normalmente numa idade onde já se tem o “juízo” desenvolvido. Quando aparecem, costumam fazê-lo entre os 15 e os 25 anos de idade e os mais recentes estudos revelam que causam problemas a dois terços da população e de uma forma geral, não costumam crescer bem. Sabe porquê?

Segundo alguns especialistas, os dentes do siso não crescem correctamente devido às pessoas terem maiores cuidados de higiene com a boca, pelo que não se perdem tantos dentes e não se colocam obstáculos para que eles saiam. Para além disso o osso do maxilar superior e a própria mandíbula não estão preparados para ter três molares.

Como rega geral, são os inferiores as que dão mais problemas, tanto em relação à dor, como no aparecimento de caries ou pressões nos dentes imediatamente a seguir.

O causador da dor produzida por estes dentes molares é a pericoronarite, uma irritação da mucosa que envolve o dente. Por este motivo, o mais aconselhável é que, para além da limpeza de todos os dentes, se tome anti-inflamatórios, analgésicos e antibióticos, que sempre devem ser prescritos por um médico, o qual deve ainda orientar e seguir o tratamento. Para além disso e nos casos em que os problemas persistam, o mais recomendável será a extracção dos dentes.

loading...

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...