5 conselhos eficazes para baixar os triglicéridos altos

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

triglicéridos altosTer os triglicéridos altos pode ser um verdadeiro perigo para a saúde. Se tem os triglicéridos elevados pode baixá-los facilmente seguindo um estilo de vida saudável e uma dieta adequada. Quer saber quais são os alimentos que deve evitar? Então vamos saber o que pode comer e o que deve evitar se tem os triglicéridos altos.

 

O que significa ter os triglicéridos altos e quais são os riscos?

Quando estamos com os triglicéridos altos, isto significa que o valor de triglicéridos se situa acima dos 150 mg/dL, valor que baixa para os 100 mg/dL quando a pessoa em causa tem problemas cardíacos.

Uma das principais causas dos triglicéridos altos tem a ver com o consumo excessivo de calorias, sobretudo porque a pessoa tende a consumir alimentos com alto conteúdo em triglicéridos.

Assim os riscos são mais do que evidentes: ter os níveis elevados de triglicéridos, especialmente quando estes se mantêm ao longo do tempo, influencia de forma directa o aparecimento de problemas cardiovasculares e arteriosclerose (doença que causa um aumento da espessura das artérias, assim como a perda de elasticidade, e provocando uma acumulação de placas no seu interior).

 

Quando se considera que temos os triglicéridos altos?

Quando falamos de triglicéridos elevados estamos a referir-nos sempre a valores de triglicéridos que se encontram anormalmente altos, o que significa, evidentemente, que não estão nos níveis considerados normais.

Então quando é que se considera que os triglicéridos estão elevados? Como referimos brevemente no início deste artigo, os triglicéridos estão altos quando os seus valores superam os 150 mg/dL. Ou seja, são considerados valores normais (e aceitáveis) quando o valor dos triglicéridos é menor que 150 mg/dL.

Não obstante, considera-se valores altos quando os valores estão acima dos 199 mg/dL, e muito altos quando alcançam os 500 mg/dL (ou valores superiores).

Podemos fazer um resumo  em relação aos valores dos triglicéridos:

  • Normal: Menos de 150 mg/dL
  • Normal-alto: 150 – 199 mg/dL
  • Altos: 200 – 499 mg/dL
  • Muito altos: 500 mg/dL ou superior

Por outro lado, devemos ter em conta que estes valores podem variar ligeiramente de um laboratório de análises para outro. Mas os valores indicados são a média que habitualmente se utiliza na medição dos triglicéridos no sangue.

 

Como baixar os triglicéridos altos? (h2)

 

  1. Se tem excesso de peso, deve começar a emagrecer

Tanto no caso de ter excesso de peso como obesidade, deve ir perdendo (devagar e de forma moderada) esse peso a mais, principalmente porque isso pode ajudar a diminuir os níveis de triglicéridos altos.

Uma opção sempre útil é mudar os hábitos alimentares. E para isso é preciso ver quais são os hábitos que temos e que podem não ser assim tão saudáveis como pensamos. Talvez tenhamos tendência para andar a comer coisas pouco saudáveis entre as refeições, como por exemplo guloseimas e outros aperitivos pouco nutritivos.

 

  1. Cuide da sua alimentação

Opte pelos alimentos bons para o colesterol alto, principalmente porque ajudam não só a baixar o colesterol LDL, como também os triglicéridos, ao mesmo tempo que aumentam o HDL (o colesterol bom que limpa as artérias).

Quando pretender perder peso e mudar a sua dieta, então o ideal é moderar também o consumo de calorias, principalmente das chamadas calorias vazias, pelo que deve evitar sempre que possível os alimentos muito gordos, açucarados e refinados.

Também deve eliminar as gorduras trans e substitui-las por gorduras mais saudáveis. Este tipo de gorduras pode ser encontrada no azeite, frutas como o abacate e os peixes azuis (salmão ou atum), apenas para citar alguns exemplos.

 

  1. Alimentos com alto conteúdo em triglicéridos que devemos evitar

No há dúvida que uma das principais causas dos triglicéridos altos tem a ver com o consumo exagerado de calorias, sobretudo porque a pessoa tende a consumir alimentos com alto conteúdo em triglicéridos. Vemos ver então quais são esses alimentos:

  • Alimentos ricos em gorduras saturadas: encontramos gorduras saturadas sobretudo nas gorduras de origem animal (como as carnes com gordura, a pele dos frangos e subprodutos como a manteiga e outros produtos lácteos gordos). Também devemos ter em conta os gelados.
  • Alimentos ricos em gorduras trans: não há dúvida que as gorduras trans são das mais perigosas. Podemos encontrá-las especialmente em bolos e bolachas de fabrico industrial e produtos pré-cozinhados, para além dos snacks e aperitivos salgados (como por exemplo as batatas fritas).
  • Alimentos ricos em açúcar: como por exemplo os doces e bolos. O melhor é optar por adoçantes naturais ou reduzir o consumo de açúcar.

 

  1. Pratique exercício físico com regularidade

Para além de manter uma alimentação o mais equilibrada e saudável possível, também tem muita importância a actividade física e deve evitar o sedentarismo.

E como o conseguir? Fácil: Praticando todos os dias pelo menos entre 30 a 40 minutos de exercício físico, quer seja caminhar, correr, andar de bicicleta, nadar, etc. O segredo para conseguir reduzir os triglicéridos elevados é fazer exercício aeróbico.

 

  1. Opte por algumas plantas e ervas medicinais que ajudam a combater os triglicéridos altos

Embora existam bastantes plantas para combater os triglicéridos altos que ajudam bastante a baixar os níveis altos destas gorduras no sangue, a verdade é que existem determinadas ervas medicinais que ajudam mais do que outras:

  • Cavalinha: é uma planta remineralizante especialmente rica em silício, um mineral que ajuda à regeneração natural das artérias. Por essa razão, ajuda a manter uma boa saúde arterial. Pode tomar um chá de cavalinha feito com uma a duas colheres por chávena.
  • Dente de leão: é outra das plantas ideais para desfrutar de uma boa saúde, uma vez que é capaz de depurar o fígado. Ajuda de facto este órgão a realizar as suas funções diariamente, sendo também interessante a sua utilização em casos de fígado gordo (outra das causas para os niveles altos de triglicéridos). Pode tomar uma infusão de dente de leão preparada com uma a duas colheres por chávena.
  • Ginkgo biloba: é uma planta capaz de dilatar os vasos capilares, veias e artérias, melhorando tanto a viscoelasticidade, como a própria microcirculação sanguínea. É útil na prevenção da formação de coágulos em consequência da acumulação de gordura nas artérias. Pode tomar uma infusão de ginkgo biloba preparada com uma a duas colheres por chávena.
  • Tília: é uma planta com propriedades hipotensoras, o que ajuda a fluidificar o sangue. Pode tomar uma infusão de tília preparada com uma a duas colheres por chávena.

 

Dieta a seguir por quem tem triglicéridos altos

Evidentemente que a primeira coisa de temos de ter consciência é que a dieta tem de ter poucas gorduras e ser rica em fibras. Se uma das principais causas do aumento de triglicéridos no sangue for devido ao consumo exagerado de calorias, então o nosso médico ou nutricionista irá aconselhar uma redução do consumo diário de calorias, em especial eliminando ou reduzindo o consumo de determinados alimentos, sobretudo daqueles mais ricos em gorduras.

Uma boa opção é prestar atenção aos alimentos proibidos com triglicéridos altos:

  • Alimentos fritos.
  • Enchidos e carnes gordas.
  • Peixe enlatado conservado em azeite.
  • Marisco em geral.
  • Bolos e bolachas de fabrico industrial e doces.
  • Molhos gordos.
  • Determinados óleos, como o óleo de palma e de coco.

 

Alimentos permitidos com triglicéridos elevados

Uma vez conhecidos quais são os alimentos proibidos na dieta, é também boa ideia saber quais são os alimentos permitidos:

  • Frutas, hortaliças, verduras e legumes.
  • Produtos lácteos magros e derivados (sempre magros).
  • Farinhas e cereais integrais.
  • Pescado azul e branco.
  • Arroz e massa integral.
  • Frutos secos. Especialmente nozes, ameixas e damascos.

O mais comum é ser o nosso médico a indicar qual a melhor dieta a seguir. Assim, deve sempre seguir os seus conselhos sobre dietas e nutrição.

Para além disso, lembre-se sempre que deve fazer do exercício físico uma prática regular.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.