Quanto tempo é necessário para conseguir ver Definição Muscular?

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

Dependendo da frequência e intensidade dos seus treinos e também da solidez da sua dieta, normalmente leva entre 4 a 8 semanas para a definição muscular começar a notar-se.

Claro que esta estimativa está dependente do quão a sério você leva seus treinos e sua dieta.

Definição Muscular

Melhor treino para Queimar Gordura

Esqueça os longos minutos gastos na esteira, no step ou na bicicleta ergométrica sempre a exercitar-se ao mesmo ritmo. Esse tipo de cardio está ultrapassado. Nos últimos anos, pesquisas científicas têm demonstrado que o treino intervalado de alta intensidade é um método muito mais eficaz para acelerar o metabolismo e, assim, queimar mais gordura.

Realize mais treinos em circuito, aumente a intensidade do seu treino cardiovascular, descanse menos tempo entre as séries de exercícios. Isso tudo encaixa no método intervalado de alta intensidade e permite aumentar a sua taxa metabólica, ou seja, a energia que o seu organismo gasta diariamente para todos os processos metabólicos.

Mas, atenção! Certifique-se que descansa o tempo suficiente. Este método de alta intensidade pode ser muito bom para obrigar o seu corpo a queimar gordura mas, por outro lado, isso também significa que ele vai necessitar de mais tempo para recuperar. Não realize esse tipo de treino todos os dias. Descanse ou faça treinos menos intensos.

 

Dieta para Definição Muscular

Na verdade, falar em “definição muscular” é falar em dieta. Definir a musculatura tem mais a ver com o trabalho feito na cozinha do que com o trabalho feito no ginásio. Para definir a musculatura é necessário perder a gordura que a esconde.

 Isso é maioritariamente um trabalho feito a nível da dieta. Corte nos carboidratos, principalmente nos simples, aqueles que provocam um rápido aumento nos níveis de glicose no sangue e que, caso essa energia não seja utilizada, são armazenados sob a forma de gordura.

Tenha o bom hábito de ler a informação nutricional dos alimentos nas embalagens. Afaste-se dos “alimentos” que apresentam um número elevado em “Carboidratos, dos quais açúcares”. Prefira a versão integral dos alimentos, assim como alimentos com baixo índice glicêmico – como aveia, arroz basmati, batata doce, etc…

Consuma gorduras saudáveis, presentes nos peixes gordos, azeite, frutos secos e abacate – pois elas são necessárias para produzir energia e para a produção de importantes hormonas que contribuem para a perda de gordura.

E, claro, consuma proteína suficiente. Se está a tentar perder peso, deve consumir 2 gramas de proteína por cada quilo de peso corporal. Ou seja, se você pesa 80kg, consuma 160g de proteína todos os dias. Os alimentos mais ricos em proteína são carnes, peixes, ovos, leite (mas atenção à lactose, o açúcar do leite), soja, ervilhas, lentilhas, feijão (também rico em fibra, pode ajudar a manter a saciedade por mais tempo) e suplementos de proteína.

Elimine os Líquidos

Não é só a gordura que esconde os músculos, mas também os líquidos que o corpo armazena. Beba bastante água, pois isso ajudará o seu corpo a eliminar toxinas e líquidos armazenados mais facilmente. Consuma café e chá, pois ambos possuem propriedades diuréticas.

Atenção ao sal, pois ele atrai água para as células e pode atrapalhar a definição muscular. Portanto, fuja de alimentos ricos em sódio.

Atletas mais experientes também costumam aumentar o seu consumo de vitaminas hidrossolúveis, ou seja, vitaminas que solúveis em água. O corpo elimina através da urina o excesso desse tipo de vitaminas. Então, aumentar o consumo dessas vitaminas (como é o caso da vitamina C), irá favorecer a eliminação de líquidos.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.