Quantas vezes por semana devo exercitar cada músculo?

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

Quantas vezes por semana devo exercitar cada músculoO número de vezes que você exercita cada músculo pode ser bastante importante para os seus resultados, principalmente na hipertrofia.

Ao treinar um músculo, o ideal é que ele se regenere ao máximo para o próximo treino, com a base numa boa alimentação e de um descanso eficiente, para que ocorra a supercompensação e consequentemente, o desenvolvimento muscular. Porém, isso não quer dizer que você precise de treinar apenas uma vez por semana cada grupo muscular, pois a questão da intensidade do treino e também da recuperação, podem estar atreladas a diversos fatores.

 

Como saber quantas vezes por semana devo treinar cada músculo?

Para responder a esta pergunta, precisamos de estabelecer certas situações. Para que o treino de hipertrofia seja eficiente, você precisa de recuperar a sua musculatura do estímulo gerado pelo treino, certo? Mas dependendo do caso, do objetivo e da pessoa, esta recuperação não precisa de ser totalmente completa, pois em determinados casos, você pode aumentar o estímulo para obter melhores resultados.
Por exemplo, você treina um grupo muscular grande, como quadríceps, na quarta-feira e volta a treinar o mesmo grupo no sábado, sendo que você descansa totalmente no domingo. Neste caso, a supercompensação pode ser potencializada em casos específicos, ou seja, não é via de regra. O controle deste tipo de estratégia de treino deve ser feita por um educador físico, que vai conseguir calcular com mais eficiência os estímulos e a recuperação de cada treino.

Além disso, o nível de treino de cada pessoa também influencia diretamente sobre o número de vezes que se exercita o mesmo grupamento muscular na semana. Por exemplo, uma pessoa que esteja a iniciar no treino resistido, na maioria dos casos, vai começar com um treino generalista, para que consiga construir uma base. Neste caso, é bastante comum usar o mesmo treino a semana toda, repetindo os mesmos exercícios para cada grupamento muscular.
No caso de pessoas mais experientes na musculação, existe a possibilidade de montar estratégias para potencializar os estímulos de cada treino. É difícil dizer se você pode ou não treinar determinado grupamento muscular mais de uma vez por semana, pois isto precisaria de uma analise mais aprofundada, pois diversos fatores influenciam diretamente, como:

– Rotina;
– Alimentação;
– Nível de treinamento;
– Nível de stress na vida cotidiana;
– Idade;
– Sexo;
– Objetivos;
– Condição física.

No caso da rotina, alguém que trabalhe 10, 12 horas por dia, vai ter uma recuperação mais demorada do que alguém que trabalhe pouco. A alimentação também é fator determinante para a recuperação e para a definição de quantas vezes por semana treinar cada músculo, já que é ela que vai ajudar a regenerar as fibras musculares. O nível de treino e a condição física também atuam diretamente sobre esta questão. Sexo, idade e objetivo também são determinantes para que o seu treinador possa determinar quantas vezes por semana pode treinar cada grupamento muscular.

O que se sabe é que treinar determinado grupamento muscular mais de uma vez por semana pode ser uma boa estratégia para sair da estagnação, já que desta maneira, aumentamos a intensidade, mas como já citei anteriormente, varia muito de acordo com cada pessoa.
Treinar um músculo mais de uma vez por semana não é proibido, mas precisa ser bem estruturado dentro da sua rotina de treinos, pois é preciso tomar cuidado com o descanso e com o excesso de treino. Não existe uma fórmula para todos e quem precisa avaliar isso é um profissional de educação física.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.