Porque treinar as pernas é obrigatório

Porque treinar as pernas é obrigatório

treinar as pernasQuando o assunto é treinar pernas, as desculpas são sempre as mesmas: “eu faço corrida”, “eu jogo futebol”, “eu pedalo bastante”, ”os meus joelhos e/ou coluna doem”, ”já tenho pernas grandes”… Contudo, a não ser que você tenha um problema articular (diagnosticado por um profissional e não por opinião própria), não há desculpa convincente o suficiente para fugir do treino de pernas. A seguir, veja porque treinar as pernas é simplesmente obrigatório.

 

1– Mais massa muscular

Que vai ganhar massa muscular nas pernas ao treiná-las é óbvio. O que poucas pessoas não sabem é que os exercícios como o agachamento recrutam uma grande quantidade de massa muscular ao mesmo tempo, fazendo com que mais testosterona e hormona do crescimento sejam libertados e isso não vai beneficiar apenas as pernas, mas o corpo inteiro.

2– Mais força

Os principais exercícios para as pernas também atingem músculos estabilizadores que auxiliam na execução e nos pesos usados nos exercícios de outros grupos musculares. Pessoas que treinam as pernas provavelmente também serão mais fortes.

 

3– Simetria

Não importa o quão bem desenvolvido seja os restantes músculos do corpo, pernas finas e assimétricas em relação ao restante corpo, além de ser uma visão patética, irão destruir/aniquilar/esmagar o físico inteiro.

 

4– Força mental

A verdade nua e crua é que a maioria das pessoas não treinam pernas porque é difícil, tanto mentalmente como fisicamente. Não é à toa que os exercícios como agachamento livre e levantamento terra estão a entrar em extinção. Contudo, pessoas que treinam as pernas genuinamente, possuem força e resistência mental superior e aplicam isso não apenas no treino de pernas, mas em todos os grupos musculares. Consequentemente, conseguem melhores resultados.

Sem comentários

Escrever um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.