Passiflora: um calmante natural para curar as insónias e a ansiedade

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

calmante naturalA passiflora é o nome dado a um género de plantas que engloba centenas de espécies. Tem um uso medicinal amplo, mas é mais conhecida pelas suas propriedades para acalmar o nervosismo, a ansiedade e as insónias.

Trata-se de um remédio natural com efeitos comparáveis à benzodiazepina, um grupo de medicamentos psicotrópicos com efeitos sedantes, razão pela qual são receitados frequentemente para tratar a ansiedade, a insónia e outros problemas de saúde, como a epilepsia ou, por exemplo, os espasmos musculares.

Com efeito, os benefícios terapêuticos mais conhecidos da passiflora são as suas propriedades sedantes. O seu uso para combater a ansiedade e as insónias é muito comum, uma vez que não são necessário preparados complexos para obter estes benefícios. Basta apenas um chá de passiflora para se ter um efeito calmante apenas em uma hora.

 

Ajuda a combater a ansiedade e as insónias

A passiflora tem a vantagem de não criar dependência. Pelo menos em relação à dependência provocada por alguns fármacos, como se fossem drogas típicas.

Actualmente, para além do chá, pode-se tomar sob a forma de extractos tomados em forma de cápsula ou como parte de uma conjunto de ingredientes em xaropes ou compostos de diferentes tipos.

Ao uso tradicional para acabar com problemas de ansiedade ou insónias juntam-se ainda os resultados de inúmeros estudos farmacológicos que confirmam essas qualidades sedantes.

Em alguns estudos descobriu-se, por exemplo, que o chá de passiflora provoca um efeito sedante em ratos, assim como em pessoas saudáveis. Este efeito tem uma eficácia no prolongamento do tempo de sono graças a um bloqueio parcial dos efeitos estimulantes provocados pela adrenalina.

Também se descobriu que tem um efeito estimulador na produção de ácido gama-aminobutírico no cérebro, provocando um efeito sedante que reduz a sensação de ansiedade e ajuda a adormecer. Neste caso mais concreto, deve-se tomar um chá de passiflora uma hora antes de ir dormir para ajudar a pegar no sono e para melhorar a qualidade do mesmo, uma vez que relaxa o sistema nervoso.

passiflora

Outros benefícios da passiflora

O uso terapêutico da passiflora é mais amplo, obviamente. Entre os benefícios que também nos podem ajudar a melhorar a nossa saúde e qualidade de vida está, por exemplo, a sua eficácia para aumentar os níveis de testosterona nos casos em que seja necessário fazê-lo para conseguir um melhor equilíbrio.

Este apoio a nível hormonal também pode aumentar a líbido. Ajuda igualmente a superar os sintomas de abstinência quando se está a tentar deixar de fumar ou de beber, entre outros usos terapêuticos.

Estudos realizados com ratos, por outro lado, demonstraram que a passiflora é uma boa ajuda nos pacientes aos quais foi retirada a morfina. Como é sabido, a adição à morfina é muito forte, pelo que que qualquer apoio a esse respeito pode ser uma grande ajuda. Neste sentido, a passiflora abre uma janela à esperança.

 

Alguns dados práticos

Em relação à segurança ou não do uso da passiflora, há que ter em conta que podem ocorrer reacções alérgicas em algumas pessoas mais sensíveis. Ainda que se trate de um remédio natural, pode ter efeitos adversos, apesar de ser uma planta que, de uma forma geral, é segura quando consumida de forma moderada.

A dose máxima recomendada para evitar os efeitos adversos são uns 6 gramas por dia. No entanto, não é necessário chegar a estas quantidades, uma vez que a maioria dos ensaios usa entre 2 a 4 gramas para obter os benefícios referidos neste artigo.

O uso desta planta para tratar problemas de saúde deve ser controlado por um médico, apesar de não ser necessária receita para a comprar. O problema está sobretudo quando se padece de alguma outra doença (pode provocar interacções com outros medicamentos, etc.), ou quando se toma durante períodos mais alongados e/ou em doses elevadas.

Embora o seu consumo a curto e longo prazo possa ser benéfico no tratamento de transtornos do sono, ansiedade e outros problemas referidos, mas é contra-indicada nas grávidas, mulheres em período de amamentação e em crianças.

Por último, como possíveis alternativas ao uso de passiflora para reduzir a ansiedade e combater as insónias estão a valeriana e o popular chá de tília.

loading...

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...