A ozonoterapia e as suas propriedades

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

ozonoterapiaA base da ozonoterapia é a presunção que as doenças são causadas por um défice de oxigénio no organismo humano. Saiba como funciona a cura através do ozono!

 

O que é a ozonoterapia?

A ozonoterapia consiste na utilização do gás ozono para tratar determinadas condições clínicas. Este gás é um oxidante magnífico e tem uma grande capacidade para interagir com compostos orgânicos, promovendo a desintoxicação orgânica de uma grande quantidade de substâncias nocivas para a saúde.

Alguns dos métodos de aplicação do ozono no nosso organismo são os seguintes:

  • Aplicação local: aplica-se o ozono com uma bolsa sobre uma ferida para que o gás ajude à cicatrização.
  • Auto-hemoterapia: extrai-se sangue do paciente, junta-se o ozono ao sangue e este é reincorporado no sistema circulatório.
  • Infiltração de ozono: graças a esta técnica podemos regenerar o tecido (cartilagem, tendão, fluido sinovial) e diminuir a dor nas articulações.
  • Insuflação rectal: utiliza-se em doenças intestinais, tais como colite ulcerosa, disbacterose, etc.

 

Em que se baseia?

A ozonoterapia baseia-se, tal como referimos anteriormente, na presunção de que as doenças têm como origem um défice de oxigénio no nosso organismo. É por esta razão que se utiliza o ozono, que é a forma triatómica do oxigénio, para compensar esta deficiência.

O ozono é um excelente antioxidante, estimula a capacidade de transporte do oxigénio dos glóbulos vermelhos, e tem muito boas propriedades anti-virais, bactericidas, fungicidas e cicatrizantes. Também tem propriedades anti-inflamatórias e ajuda o sistema imunitário.

tratamento com ozono

O que é que a ozonoterapia pode fazer por nós?

Algumas das propriedades do ozono das quais podemos beneficiar, são as seguintes:

  • Desinfectante: graças à sua grande capacidade oxidante possui excelentes propriedades anti-virais, bactericidas e fungicidas, pelo que destrói os germes quando é aplicado em úlceras ou feridas infectadas.
  • Ajuda à circulação sanguínea: consegue-se uma melhoria da circulação sanguínea e um aumento da oxigenação celular.
  • Imunomodulador: estimula as defesas imunitárias do corpo.
  • Propriedades anti tumorais: as células cancerígenas crescem em ambientes anaeróbicos, pelo que o ozono ajuda a evitar essa situação com o fornecimento extra de oxigénio.
  • Regenerador: contribui para regenerar os tecidos orgânicos. Utiliza-se como cicatrizante de feridas e úlceras.
  • Revitalizante: O funcionamento das células é optimizado graças fornecimento extra de oxigénio. Melhora-se a resistência perante os esforços físicos e o cansaço.

 

História da ozonoterapia

O ozono foi descoberto pelo físico holandês Van Mar em 1783, mas o seu uso na medicina apenas se iniciou na Alemanha entre os anos 1915-1918. Os alemães começaram a realizar curas de ozonoterapia para a limpeza e desinfecção de feridas sépticas de guerra, descobrindo assim as propriedades bactericidas e cicatrizantes do ozono.

Do ponto de vista científico há que destacar os trabalhos realizados pelo Instituto Latino de Roma, especialistas em patologia discal que também realizam tratamentos com ozono em patologias como a periartrite, epicondilite e osteoartrite com muito bons resultados.

Nos últimos 20 anos foram realizadas importantes propriedades terapêuticas do ozono médico. É considerado um tratamento alternativo eficaz e básico para múltiplas doenças e não tem praticamente contra-indicações.

loading...

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...