Rica Saude

Massa Corporal e Adipócitos

A perda de peso nem sempre constitui o resultado directo da eliminação de adipócitos, podendo, muitas vezes, ser originada pela perda de densidade óssea, massa muscular e água. Isto acontece, particularmente, nas chamadas “dietas rápidas”, que fomentam a perda de peso de uma forma acelerada, mas muito pouco saudável. Nestes casos, ainda que se verifique alguma perda de peso, o índice de massa gorda poderá manter-se o mesmo, fazendo assim com que um emagrecimento verdadeiramente saudável e eficaz não venha nunca a ser alcançado.
Para contornar estes problemas e eliminar eficazmente o tecido adiposo em excesso, é preciso entender que, um bom processo de emagrecimento, pode ser bastante demorado, e por vezes até exaustivo. No entanto, a longo prazo, os resultados tendem a manter-se, evitando assim a recuperação do peso e o desenvolvimento de diversos problemas de saúde.
Para ter uma boa ideia de se o seu peso se situa ou não dentro dos parâmetros considerados saudáveis, aconselha-se que calcule o seu Índice de Massa Coporal:
massa corporal

IMC

<18,5: Abaixo do peso ideal
18,5 – 24,9: Peso ideal
25-29,9: Sobrepeso
30-34,9: Obesidade de 1º grau
35-39,9: Obesidade de 2º grau
40 > Obesidade de 3º grau
Para fazer o cálculo, apenas necessitará de dividir o seu peso pela sua altura em m2:
Exemplo:
IMC = 80 / 1,802
IMC= 80 / 3,24
IMC = 24,69 = Sobrepeso.
É importante referir que, o IMC, apenas funciona como uma medida eficaz de massa corporal em pessoas de composição normal. Em atletas, por exemplo, estes cálculos não oferecem resultados conclusivos, uma vez que uma pessoa musculada poderá ter um IMC de 30 sem ser gorda.
A forma mais eficaz e saudável de perder peso e reduzir os adipócitos é através da conjugação de uma rotina alimentar equilibrada com um estilo de vida activo. Banir alimentos excessivamente calóricos, dar prioridade a frutas e vegetais e comer diversas vezes ao dia em doses muito reduzidas, será sempre meio caminho andado para a eliminação de adipócitos. Assim como em qualquer dieta saudável, a chave para a perda de peso passará sempre por gastar mais calorias do que aquelas que ingere diariamente. Este é um processo moroso, por isso, para retirar o máximo proveito dele e acelerar os resultados, é importante que que se esforce para se exercitar o mais regularmente possível, nem que seja através de exercícios de baixa intensidade.
A lipoaspiração constitui outra solução que poderá dar bons resultados na remoção da gordura em excesso. Porém, não deverá nunca substituir a adopção de uma dieta equilibrada. Idealmente, a lipoaspiração deverá ser apenas utilizada em pessoas que tenham adoptado todas as medidas alimentares recomendadas, mas que ainda assim não consigam eliminar todo o acumulado em determinadas regiões corporais.
Exit mobile version