litotripsia

Litotrícia: O que é, recuperação e efeitos secundários

litotripsiaOs cálculos renais são massas sólidas compostas por pequenos cristais que se formam nos rins. Este é um problema muito comum actualmente. Podem formar-se por diversas causas mas o resultado implica sempre problemas. É um problema muito frequente em pessoas na faixa etária dos 20 aos 30 anos mas pode ser tratado através de um procedimento muito simples e não invasivo conhecido como litotrícia ou litotripsia.

No entanto, muitas pessoas desconhecem este procedimento, pelo que hoje vamos explicar tudo sobre a litotrícia ou litotripsia: o que é, como é feita a recuperação e quais são os efeitos secundários.

Desta forma, estará melhor informado para poder escolher este tratamento tão simples, mas que apresenta excelentes resultados.

 

O que é a litotrícia?

É um procedimento médico que consiste em romper os cálculos no rim, bexiga ou uretra através de ondas de choque.

Os cálculos do sistema urinário (urolitíases) são geralmente classificados em função da sua localização nos rins (nefrolitíase), ureter (ureterolitíase), uretra (uretrolitíase) ou bexiga (cistolitíase), ou em função da sua composição química (constituídos por cálcio, estruvite, ácido úrico ou outros minerais).

A vantagem deste procedimento é que as ondas de choque são usadas fora do corpo humano. Primeiro localiza-se a litíase através de ecografia ou radiografia. Depois a máquina é orientada e apontada, dirigindo-se as ondas de choque para a pedra até se conseguir a sua ruptura.

Dependendo do tamanho da litíase e da sua composição, podem ser necessárias várias sessões até o cálculo ser transformado em areia e expulso.

Este procedimento é a primeira escolha quando o cálculo se encontra na parte inicial do uréter, mas pode ser contra-indicado em casos de gravidez, obesidade, infecções do tracto urinário, aneurisma arterial, malformações esqueléticas, etc.

É considerada uma excelente técnica para a ruptura dos cálculos, uma vez que o procedimento não requer uso de anestesia ou de bisturi, pelo que não é traumático para o paciente.

Para a realização do procedimento, o paciente deverá usar uma bata hospitalar e deverá estar recostado. Posteriormente tomará algo para acalmar a dor e assim permitir o uso das ondas de choques através de ultra-som Estas vão atravessar o corpo e romper os cálculos, sendo assim um procedimento muito simples.

 

Como é feita a recuperação?

A litotrícia é um procedimento muito simples, mas que necessita de recuperação. Por essa razão, recomenda-se o seguinte:

Em primeiro lugar, apesar de ser um tratamento não invasivo, o paciente deve ser conduzido a casa por outra pessoa. Assim que chegue a casa deve ficar em repouso (de uma forma geral, durante um ou dois dias) e evitar fazer esforços.

Deve evitar o consumo de álcool e tabaco.

O médico também poderá indicar alguns exercícios para ajudar a recuperar melhor.

Posteriormente deve-se seguir uma dieta adequada sob indicação do médico responsável e evitar, principalmente, alimentos que tenham muito cálcio ou purina (como carnes).

Para além disso, deve-se evitar comer alimentos que promovam a produção de cálculos nos rins. Por outro lado, deve-se aumentar o consumo diário de água.

Recomenda-se também a redução do consumo de alimentos lácteos, deve-se evitar a prisão de ventre e procurar urinar constantemente, para além de esvaziar a bexiga antes e após as relações sexuais.

Se tiver dores, o paciente poderá ter que tomar analgésicos. Apenas deverá recorrer ao médico se tiver dores fortes, sangramento, vómitos, urina com mau odor, ardor ao urinar, tonturas, alteração do ritmo cardíaco (taquicardia), febre, etc.

Por vezes as pessoas submetidas a este procedimento podem ter cólicas. Nesse caso recomenda-se que tome um banho de imersão em água quente. Isto ajudará a melhorar as dores (para além de tomar os respectivos analgésicos, claro).

litotrícia

Efeitos secundários da litotrícia

Deve-se ter em conta que apesar de ser um tratamento não invasivo, que esta pode ter alguns efeitos secundários. No entanto, os mesmos desaparecem se ficar em repouso e se forem seguidas as indicações por parte do médico. Entre os efeitos secundários mais frequentes, podemos mencionar os seguintes:

  • Dor ou sensação de desconforto.
  • Infecção urinária: pode acontecer devido à presença de bactérias nos cálculos.
  • Efeitos gastrointestinais: no caso de ter que fazer várias sessões e devido à presença de vários cálculos renais.
  • Reaparecimento de cálculos: quando os fragmentos mais pequenos não são todos eliminados.

Depois do tratamento os sintomas deverão desaparecer rapidamente.

Este artigo tem uma função meramente informativa. Não temos competência para receitar quaisquer tratamentos médicos ou realizar algum tipo de diagnóstico. Aconselhamos que recorra a um médico no caso de apresentar qualquer problema de saúde ou mal-estar.

Sem comentários

Escrever um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.