Hipertensão: causas, sintomas e tratamento

A hipertensão ou tensão arterial alta é atualmente um dos maiores riscos de vir a ter problemas relacionados com doenças cardíacas. É também conhecido como “o inimigo silencioso” porque na maior parte dos casos não tem sintomas. No entanto, pode vir a dar origem a enfartes do miocárdio, insuficiência cardíaca ou derrames cerebrais (AVC).

Devemos estar atentos aos fatores de risco que aumentam as possibilidades de virmos a ter a tensão alta, bem como conhecer alguns dos sinais e a forma adequada de tratar este problema para diminuir os riscos de problemas circulatórios ou cardíacos e manter a nossa saúde.

Por tudo isso, hoje vamos conhecer as causas, sintomas e tratamentos para a hipertensão.

Causas e fatores de risco de hipertensão

A hipertensão é um problema de saúde geral. Tem aumentado a sua incidência nas últimas décadas devido essencialmente ao aumento mundial dos casos de obesidade e ao sedentarismo. No entanto, existem diversas causas e fatores de risco. Alguns são modificáveis e outros não.

Fatores de risco não modificáveis

  • Fatores genéticos: pode haver uma maior propensão genética para ter hipertensão se algum familiar direto também padecer deste problema. Nestes casos deve haver uma maior prevenção.
  • Idade: à medida que envelhecemos aumentam as possibilidades de vir a padecer deste problema de saúde.
  • Sexo: os homens com mais de 40 anos são mais propensos a padecer desta condição. No entanto, depois da menopausa as mulheres têm também uma maior tendência para vir a ter hipertensão.
  • Raça: esta condição é mais comum nas pessoas de raça negra.

Fatores de risco modificáveis

  • Ter excesso de peso ou obesidade: estar acima do peso recomendado aumenta bastante as possibilidades de vir a ter hipertensão. Essa condição aumenta à medida que a pessoa envelhece e os hábitos alimentares não se alteram.
  • Ter uma dieta rica em sal e gorduras: as dietas ricas em sódio e colesterol contribuem para o aumento da tensão arterial, independentemente de não haver excesso de peso.
  • Ser sedentário: a ausência de atividade física afeta o nosso coração, influenciando também os valores da tensão arterial.
  • Ser fumador.
  • Beber em excesso.

Adicionalmente, os pacientes que têm outras condições de saúde tais como diabetes ou problemas renais, são também mais propensos a desenvolver hipertensão.

Sintomas de hipertensão

O principal problema com a tensão arterial alevada e a razão para ser conhecida como “o inimigo silencioso”, é o fato de não ter sintomas. Desta forma muitas vezes o paciente não sabe que tem este problema até fazer um exame médico geral ou ter alguma complicação de saúde derivada desta condição.

Em alguns casos a tensão arterial elevadapode provocar dores de cabeça, tonturas, palpitações cardíacas ou fraqueza. No entanto e porque estes sinais surgem de forma esporádica ou isolada, a maior parte dos pacientes não a associa a este problema.

A melhor forma de determinar o estado da tensão arterial e da nossa saúde em geral é fazendo um exame médico anual completo que inclua a medição da tensão arterial, especialmente no caso dos homens com mais de 40 anos, mulheres na menopausa ou pessoas com fatores de risco como por exemplo propensão genética ou obesidade.

Riscos de ter hipertensão

Embora seja frequente a hipertensão não ter sintomas ou sinais, trata-se de uma condição que coloca em grave risco a nossa saúde, aumentando a possibilidade de vir a padecer de certos problemas como:

  • Ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais (AVC’s) porque há um estreitamento dos canais por onde circula o sangue.
  • Insuficiência cardíaca, uma vez que este problema poder fazer como que o coração trabalhe mais, sendo necessário mais oxigénio e aumentando o seu tamanho original, o que vai provocar cansaço e fadiga.
  • Aumento do risco de vir a padecer de doenças renais.
  • Aumento do risco de vir a ter outros problemas, como por exemplo glaucoma, que consiste no aumento da pressão ocular, ou que os vasos capilares da retina se rompam e apareçam problemas de visão ou mesmo cegueira.

Tratamento para a hipertensão

O primeiro passo que deve ser dado para o tratamento da hipertensão é fazer uma mudança profunda na dieta e nos hábitos de vida. Só assim se poderá diminuir realmente a tensão arterial. Por isso recomenda-se:

  • Reduzir a ingestão de sal na comida. Em substituição pode-se temperar os alimentos com especiarias sem sódio.
  • Devem ser eliminados todos os alimentos ricos em sal como por exemplo os enchidos, as refeições pré-cozinhadas, os condimentos comerciais, os snacks salgados, as sopas embaladas ou os pickles.
  • É importante moderar também o consumo de alimentos gordos, açúcares e doces, tentando ter uma dieta mais saudável e equilibrada.
  • Consultar um nutricionista e fazer uma dieta específica no caso dos pacientes com excesso de peso e obesidade. Perder peso ajuda a melhorar a saúde em geral e a reduzir os valores da tensão arterial.
  • Aumentar a ingestão de vegetais e frutas vai ajudar bastante a estabelecer uma dieta saudável. Recomenda-se o consumo de carnes magras como frango, peru e alguns cortes de carne de vaca ou porco. Deve-se ainda consumir peixe fresco.
  • Se é fumador, deve deixar este hábito. Da mesma forma é importante reduzir ao mínimo a ingestão de álcool.
  • Para além disso é importante a realização de atividade física com frequência. Isso vai ajudar a perder peso e favorecer a redução dos valores da tensão arterial, melhorando assim a saúde cardíaca.

Adicionalmente, e quando a mudança de hábitos não for suficiente ou naqueles casos em que a hipertensão coloca em perigo o bem-estar do paciente, podem ser receitados medicamentos para tratar este problema. No entanto, é igualmente importante ter em consideração que devem ser feitas mudanças no estilo de vida para garantir o bem-estar do paciente.

Prevenir a hipertensão

Levar um estilo de vida saudável e fazer uma dieta equilibrada é a melhor forma de prevenir a hipertensão e qualquer outro problema de saúde. Por isso deve-se evitar o excesso de peso e a obesidade. Mas se já tem excesso de peso deve fazer uma dieta para emagrecer.

De forma a manter equilibrados os valores da tensão arterial devem ser evitados os alimentos processados, a comida pré-cozinhada ou com muita gordura, a fast food, os snacks salgados e o excesso de sal nos alimentos. Da mesma forma devem ser consumidos alimentos frescos e fazer exercício físico pelo menos 3 vezes por semana.

Este artigo é meramente informativo. Não temos qualquer competência para receitar tratamentos médicos ou fazer qualquer tipo de diagnóstico. Deve sempre recorrer a um médico se tiver qualquer problema de saúde.

Este website usa cookies.