Frutas e minerais para combater a hipertensão arterial

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

hipertensãoSão muitos os especialistas que recomendam a redução do consumo de sal e das gorduras de origem animal para combater ou para ajudar a diminuir o problema da hipertensão arterial. No entanto e embora ajude a melhorar este problema um pouco, são ainda muitos os casos em que os resultados não são muito animadores.

Um estudo chegou à conclusão que um aumento importante da ingestão diária de fruta era realmente uma boa ajuda. A fibra da fruta (pectina) em conjunto com os efeitos antioxidantes da fruta são sempre uma boa ajuda para a saúde. Uma teoria diz que poderá aumentar a prostaciclina, que é uma substancia hormonal que favorece a dilatação dos vasos sanguíneos e consequentemente ajudar a reduzir os valores da pressão arterial.

 

É verdade que a vitamina C é eficaz para baixar a hipertensão?

O investigador Paul F. Jacques, da Universidade de Tufts nos Estados Unidos, descobriu que os pacientes que consumiam menos fruta e tinham níveis especialmente baixos de vitamina C apresentavam entre duas a três vezes maiores probabilidades de vir a sofrer de hipertensão. Se a isso somarmos o facto de as frutas também terem muita fibra na sua composição, os resultados tornam-se mais lógicos.

 

Que relação existe entre o potássio e a hipertensão?

Numa experiência realizada na Faculdade de Medicina de Temple, foi feita uma dieta muito pobre em potássio a um dos pacientes. O que aconteceu foi que a pressão arterial tinha tendência para subir, e ao voltar para uma dieta mais rica em potássio a pressão voltou novamente a ficar equilibrada. Uma explicação poderá estar no facto da escassez de potássio propiciar a retenção de sódio, o que com passar do tempo favoreceria o aparecimento da hipertensão.

Alguns pacientes chegam a reduzir ou mesmo a eliminar a sua medicação quando aumentam consideravelmente as quantidades diárias de alimentos ricos em potássio (melão cantaloupe, soja, pêssegos, sumo de tomate, nozes, bananas, feijões e legumes em geral, batatas, abacate, cenouras, morangos, acelgas, tomates e a maioria das frutas).

Por outro lado nunca se deve tomar suplementos de potássio puro (sem prescrição médica) já que tal poderá desequilibrar os valores da tensão arterial.

 

O cálcio também ajuda a baixar a hipertensão?

Há pacientes que embora não consumam alimentos com sal também não conseguem baixar a tensão arterial. É curioso verificar que em muitos destes pacientes (não em todos) um acréscimo extraordinário de cálcio pode melhorar muito o problema da hipertensão. Alguns investigadores dizem que é graças ao facto do cálcio actuar como um diurético natural ajudando os rins a eliminar o sódio.

Outras fontes afirmam que em pacientes muito nervosos o cálcio vai actuar como relaxante muscular e faz o mesmo a nível arterial. Recordemos que aparte dos suplementos de cálcio ou produtos lácteos (o ideal seria consumir kefir ou iogurtes) temos um acréscimo excepcional de cálcio quando tomamos sésamo ou gergelim, algas marinhas, sementes de papoila, brócolos, etc.

Os suplementos de cálcio com magnésio parecem ser ainda uma ajuda maior (consulte sempre o seu médico).

 

Um copo de álcool pode ser prejudicial para a tensão arterial?

Embora se diga que consumir bebidas alcoólicos (especialmente vinho tinto) é recomendável, parece que no caso da hipertensão é preciso vigiar esse mesmo consumo.

A partir dos dois ou três copos diários ou mesmo o abuso excessivo pontual podem elevar imenso a pressão dos pacientes com hipertensão ou nas pessoas com uma clara tendência para ter a tensão arterial alta.

 

Como é normal recomendamos que consulte sempre o seu médico, terapeuta ou profissional de saúde competente. A informação deste artigo tem uma função meramente e exclusivamente informativa.

loading...

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...