Sintomas de enfarte do miocárdio

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

enfarte do miocárdioJá aqui temos falado sobre formas de cuidar melhor do coração para uma melhor prevenção de algumas doenças cardiovasculares. Por exemplo, se tiver um coração saudável, será mais difícil vir a ter um enfarte do miocárdio.

O enfarte do miocárdio é a designação dada a um “ataque cardíaco”. Este acontece quando uma ou mais artérias que irrigam o coração ficam bloqueadas e este órgão não recebe sangue e oxigénio nas quantidades de que necessita. Nessas condições, as células da área do coração afectada morrem.

Para que o paciente tenha as mínimas consequências possíveis, é importante detectar o enfarte do miocárdio atempadamente e que seja atendido por profissionais de saúde o mais rápido possível porque este problema requer um tratamento imediato.

Por tudo isto, vamos de seguida falar sobre os principais sintomas de ataque cardíaco. Se os detectar, deve ligar imediatamente para o número de emergência 112.

 

Dor no peito

O principal sintoma de enfarte de miocárdio é a dor no peito. Quem já teve um enfarte descreve-o como uma dor em forma de aperto, uma sensação de peso ou pressão no centro do peito. A dor tende a irradiar para as costas, braço esquerdo, maxilar ou pescoço.

Para além disso, alguns afirmam que sentem como se estivessem às portas da morte.

É importante ter em conta que a dor pode não ser sempre no peito. Pode também ser na zona do estômago, nas costas, na mandíbula, no pescoço e nos braços.

 

Outros sintomas

Outro dos sintomas de ataque cardíaco é a fraqueza, que vem acompanhada de transpiração, palidez, náuseas, vómitos ou ansiedade. Em alguns pacientes, o enfarte manifesta-se com uma sensação de afogamento ou falta de ar, que pode ou não ser acompanhado de dor no peito, tal como referimos anteriormente. Noutros casos, o único sintoma é o desmaio.

 

Enfarte silencioso

Por último, queremos referir que alguns pacientes não apresentam nenhum dos sintomas anteriores, pelo que o diagnóstico acaba por ser feito muito tarde.

 

Como prevenir o enfarte do miocárdio?

É possível reduzir o risco de ocorrência de um enfarte do miocárdio deixando de fumar, fazendo exercícios aeróbicos (caminhar, nadar, andar de bicicleta) durante, pelo menos, 30 minutos diários em cinco dias da semana, reduzindo os níveis de stress e adoptando uma dieta saudável, pobre em gorduras saturadas e rica em fruta, vegetais e cerais.

A manutenção de um peso adequado é também muito importante.

Se existirem factores de risco, como a hipertensão arterial, diabetes ou colesterol, é essencial tratar e controlar todas essas condições que tendem a aumentar o risco de ocorrência de um enfarte do miocárdio.

loading...

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...