Dietas dissociadas

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

dietas dissociadasAs dietas dissociadas estão na moda porque são muito fáceis de fazer e levar à prática, apenas se devendo saber quais os alimentos que não se deve misturar.

 

Em que consistem as dietas dissociadas

As dietas dissociadas são uma tendência dietética bastante difundida por todo o mundo que se baseia em não comer ao mesmo tempo na mesma refeição hidratos de carbono (arroz, milho, massas, batatas, pão, batata doce, tapioca ou qualquer outro cereal) e proteínas (carne, peixe, ovos, queijo, leite, iogurtes, glutén ou seitan, tofu, tempeh, soja, levedura de cerveja, alga espirulina, frutos secos, lentilhas, grão ou qualquer outro tipo de legumes ou feijão).

As dietas dissociadas são baseadas no facto de que cada um destes grupos de alimentos requer um PH diferente no estômago para serem bem digeridos e assimilar adequadamente os nutrientes.

A fruta, por norma, deve ser consumida sempre fora das refeições. Apenas as maçãs e as pêras são consideradas neutras e toleradas que de vez em quando, se consumidas após a refeição.

Por norma é melhor não misturar diferentes tipos de fruta. Se o fizer, tente não misturar frutas doces com ácidas.

Os alimentos gordos, como os iogurtes e os frutos secos, combinam bem com tudo e podem ser consumidos com o que quer que seja.

 

Vantagens das dietas dissociadas

São dietas fáceis de realizar. Apenas se deve recordar quais os alimentos que são proteínas ou hidratos de carbono.

Não é preciso contar as calorias nem pesar os alimentos, pelo que é o ideal para as pessoas muito ansiosas ou que não toleram as restrições das outras dietas.

É permitido comer um pouco de tudo, pelo que não obriga a fazer mudanças drásticas na nossa alimentação nem a ter que comprar alimentos caros ou difíceis de encontrar.

 

Inconvenientes das dietas dissociadas

Não são dietas muito adequadas para os vegetarianos, uma vez que ao não combinar legumes com cereais, torna difícil conseguir todos os aminoácidos essenciais.

Também o facto de não permitir comer fruta após as refeições faz com que se coma menos fruta.

 

Observações sobre as dietas dissociadas

Ao principio fica-se a pensar sobre o que tem proteínas ou hidratos e se combina bem ou mal.

Existem muitas tendências dietéticas que se baseiam neste sistema (Shelton, Antidieta, Montignac, etc.). Sempre iremos ver alguma diferença entre elas (umas combinam o iogurte com tudo, outras com nada) o que frequentemente nos cria conflitos.

O conselho que dou é que se decidir seguir esta tendência dietética, tente variar ao máximo os alimentos para garantir que não come nada em excesso nem que nada falte e que sobretudo grave em letras maiúsculas que não deve misturar proteínas e hidratos.

loading...

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...