Dieta macrobiótica

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

dieta macrobióticaA dieta macrobiótica nasceu no Japão graças a George Oshawa e baseia-se na busca do equilíbrio físico e emocional através da nutrição.

 

Em que consiste a dieta macrobiótica?

A dieta macrobiótica divide os alimentos em:

  • Alimentos Yang: se a sua “energia” é quente, tonificante e contractiva como os cereais, legumes, peixe, carne, vegetais de raiz…
  • Alimentos Yin: quando a sua energia é fria, dispersante e debilitante como o açúcar, o mel, os lácteos (leite, queijos e iogurtes), as frutas (sobretudo as tropicais como bananas, mangas, kiwis, papaia, ananás…), vegetais como as batatas, beringela, tomate e beterraba, o álcool.

 

Vantagens da dieta macrobiótica

A dieta macrobiótica elimina da dieta todos os produtos refinados como o açúcar branco, o pão branco, os enchidos, a carne, os doces industriais, as bebidas alcoólicas e os sumos industriais.

Introduz as algas marinhas na dieta, não como algo pontual e exótico mas como parte do menu diário

A dieta macrobiótica recupera de novo os cereais como parte da dieta e sobretudo introduz o conceito de que devem ser integrais e cultivados sem pesticidas.

Adequa a dieta a cada pessoa segundo a sua constituição física, o país onde vive e a estação do ano.

Une a dieta aos remédios naturais e terapias como o Shiatsu, com o qual se começa pela dieta mas a meio entram os métodos do mundo da medicina natural.

A dieta macrobiótica procura o equilíbrio emocional e espiritual. Esta dieta é um pouco uma desculpa nos consciencializar de que precisamos de nos equilibrar a todos os níveis para viver felizes.

 

Observações sobre a dieta macrobiótica

A macrobiótica tem muitos benefícios, mas cuidado com as desvantagens. É uma das dietas onde é mais importante o acompanhamento feito por alguém da mais absoluta confiança, evitar os fanatismos (é frequente cair-se em competição com os outros) e sobretudo fazer análises de vez em quando para controlar os níveis de ferro e vitamina B12.

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os cookies ajudam-nos a fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a utilização de cookies. Saber mais

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close