Dieta hipossódica

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

Dieta hipossódicaNo artigo de hoje vou falar sobre a dieta hipossódica. Como todos sabemos, o sal tem muita influência na nossa saúde, sobretudo nas pessoas com hipertensão. Por essa razão vamos ver alguns conselhos sobre a dieta hipossódica para que possa reduzir o risco de enfarte e de outras doenças cardíacas como por exemplo a hipertensão.

Indicações para seguir a dieta hipossódica

Para reduzir a ingestão global de calorias em algumas receitas onde são usados molhos um pouco “ricos“, à base de manteiga ou natas, a quantidade de carne ou peixe sugerida é inferior à quantidade utilizada em outras onde a preparação da comida é mais simples. Experimente variar as doses para compor mais facilmente menus equilibrados e menos abundantes.
Em relação à população saudável do sexo masculino com idades entre os 25 e os 35 anos, recomenda-se o consumo de 2.700 kcal por dia, enquanto a população feminina da mesma idade deve consumir cerca de 2.000 kcal por dia. Para idades superiores baixamos no caso dos homens para 2.400 kcal e 1.800 para as mulheres.

Conselhos gerais na luta contra a hipertensão

  • Deve-se evitar sempre que possível ferver as carnes e as verduras. Grande parte dos aromas, das vitaminas e dos sais minerais perde-se com a evaporação e passam para a água. Para ferver estes alimentos utilize uma panela de pressão. Se não tiver uma panela de pressão, lembre-se que a carne fica mais saborosa quando é colocada directamente na água a ferver. Em contrapartida, se quiser um bom caldo, deve colocá-la em água fria.
  • Para assar as carnes, o fogo deve estar forte de início porque a cozedura violenta inicial impede a perda dos princípios nutritivos.
pouco sal

Dieta hipossódica com pouco sal

O melhor método para cozinhar o peixe é grelhado. Pode-se servir polvilhado com um molho preparado à base de azeite, limão e pimenta, a que pode acrescentar alecrim, tomilho, orégãos e cominhos.
  • Se preferir assar o peixe no forno, primeiro deixe-o a marinar com uma mistura de azeite, uma cebola em rodelas e uma ou duas folhas de louro, meio dente esmagado de alho sem casca, salsa, tomilho, orégãos e pimenta. O peixe deve ficar a marinar para ganhar sabor durante uma hora nesta mistura, girando-o de vez em quando. Quando estiver a assar no forno podemos regá-lo com o azeite do molho.
  • Para a vitela, especialmente quando preparada com cogumelos, uma colher pequena de vinho do Porto irá dar um sabor mais agradável.
  • Um molho vinagrete preparado com azeite, limão, pimenta e um ovo cozido esmagado serve como um bom molho para salada. Este mesmo molho vinagrete serve para temperar batatas ou cenouras raladas.
  • A sêmola de trigo pode ser um acompanhamento excelente para carnes, embora também possa ser servida com verduras. Para prepará-la basta colocar numa saladeira e regá-la com um pouco de água quente. Passados 20 minutos a sêmola estará tenra e inchada. Não deverá ficar nenhuma água no recipiente.
  • Um truque para poder cozinhar bons pratos sem sal é tendo sempre à disposição uma boa “base aromática”: caldos vegetais ou de carne, vinagres ou temperos aromáticos.
  • Como substituto do sal pode-se usar alguns produtos com potássio. Estes produtos juntam-se no final do processo de preparação dos alimentos. É desaconselhável a utilização de substitutos de sal com cloreto de sódio.

Conselhos finais

  • Nunca acrescente sal à comida, nem durante a preparação da mesma.
  • Evite alimentos produzidos industrialmente e leia sempre as etiquetas.
  • Evite os queijos.
Com estes conselhos para seguir a dieta hipossódica, podemos criar as nossas próprias receitas evitando o sal, melhorando o nosso problema de hipertensão, a nossa saúde em geral e continuando a comer pratos apetitosos.

Deixe o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.