Dez conselhos para manter a motivação no treino

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

motivaçãoA motivação é uma arma essencial para combater o sedentarismo, pois, como qualquer actividade, se fazemos exercício sem motivação, o treino torna-se desagradável e não demora muito a que o abandonemos.

Encontrar motivação é o que nos permite ver as coisas com outros olhos. Ou seja, se conseguirmos estar motivados para a prática diária de exercício, o mais provável é que se torne uma actividade gratificante, nos dê prazer e vontade de continuar.

Grande parte das pessoas que abandonam o treino é por aborrecimento ou porque não encontram o incentivo necessário, por isso, aqui apresentamos 10 conselhos para ajudar a manter a motivação e não cair no sedentarismo.

  1. Faça um diagnóstico a si mesmo: consiste em avaliar os nossos hábitos, o nosso corpo e o seu funcionamento. Se nos vemos com necessidade de melhorar a nossa aptidão física e modificar determinados hábitos, tais como a inactividade física, estaremos a dar o primeiro passo para não abandonar o treino.
  2. Estabeleça objectivos reais: muitos são os que ficam imensas horas no ginásio com o objectivo de perder 3 quilos num dia. Pois é preciso ser realista, e é irreal este objectivo por exemplo. Perante a impossibilidade de alcançar os nossos fins, ficamos desiludidos e acabamos por largar o treino. No entanto, com paciência no treino é possível alcançar mudanças positivas, não apenas no aspecto físico, mas também no aspecto mental.
  3. Conheça-se a si mesmo: saber quais são os múltiplos benefícios da actividade física para a saúde é uma virtude para que nos permite continuar e aproveitar os benefícios do treino, reconhecendo, claro os nossos limites.
  4. Não treine demais: treinar mais do que o nosso corpo permite é um grande factor desmotivador, pois irá fazer com o corpo sinta fadiga e cansaço que não quererá voltar a experimentar. Por isso, a rotina de exercícios deve ser de acordo com a nossa forma física e os nossos limites. Consulte um profissional para o aconselhar.
  5. Registe os seus progressos: uma vez encontrado o nosso ritmo de treino, é necessário ver os nossos progressos, pois é um factor de motivação manter um registo dos treinos e dos respectivos progressos que vamos fazendo. Por exemplo: antes corria 2 km e agora já corre 5 km.
  6. Divirta-se nos treinos: se precisa de um toque de humor para não se aborrecer, pois então deve encontrá-lo. Escolha a actividade que mais prazer lhe dá e o ritmo que mais o motiva para continuar a treinar. Cada actividade produz um efeito diferente segundo os gostos e preferências individuais, por isso, experimente cada exercício ou actividade e escolha o que mais lhe agrada.
  7. Variedade: não é necessário que faça sempre a mesma actividade, já que a rotina tende a cansar-nos e termina por nos aborrecer. O aconselhável é que escolha a sua actividade preferida, mas alterne esta com outras ou com outros desportos. Assim, não apenas estará a trabalhar diferentes grupos musculares como também obterá diferentes resultados, e também a inovação o irá manter motivado.
  8. Dispositivos de ajuda: o pedómetro ou outros dispositivos de assistência à pratica desportiva podem produzir um efeito psicológico muito estimulante e motivador. Desta forma, podemos ver a quantidade de passos dados e as calorias queimadas, e estaremos mais que satisfeitos com o que fizemos e com vontade de nos superar no dia seguinte.
  9. Socializar durante os treinos: são muitos os que gostam de fazer actividade física com companhia e a realidade é que fazer exercício junto com outras pessoas é um grande recurso para combater o aborrecimento, para além de possibilitar novas amizades ou consolidar amizades já existentes.
  10. Visualizar a meta a atingir: idealizar as emoções e sentimentos do momento em que conseguimos alcançar o objectivo proposto, será um grande factor de motivação para ajudar a conseguir atingir as metas. Os objectivos podem variar de pessoa para pessoa, mas todos têm igualmente importância para continuar treinando sem cair no sedentarismo e prejudicar a nossa saúde

Todos nós podemos ter motivos diferentes que nos incentivem a praticar exercício com regularidade, mas saber quais são aqueles aspectos que podem manter motivados, ajudará a melhorar os resultados do exercício físico.

Deixe o seu comentário


Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.

Os cookies ajudam-nos a fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a utilização de cookies. Saber mais

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close