Corrida para principiantes – Conselhos úteis

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

corrida para principiantesDesde que os nossos antepassados se começaram a deslocar de forma bípede, que apenas corriam motivados por um poderoso instinto de sobrevivência, ou seja fugir das feras e não ser comido era a motivação principal para se praticar corrida.

Actualmente, e após milhões de anos de evolução, a corrida tem outra utilidade: diversão e ao mesmo tempo sentirmo-nos bem com nós mesmos, reforçando a auto-estima.

Se alguma vez já praticou corrida ou jogging, saberá o que se sente quanto se aponta uma meta, e a consegue alcançar. Aguentar uns minutos a mais, chegar até à esquina seguinte, dar uma volta mais rápida, são pequenos feitos que reforçam a auto-estima, a capacidade de superação ou mesmo de sofrimento.

No entanto, ao corrermos, verificamos que a estrada não termina logo ali ao virar da esquina, e correr não é propriamente uma actividade ligeira, sendo por isso conveniente começar de uma forma realista. É por isso que aqui propomos uma série de conselhos e recomendações para começar a correr, e mais importante ainda, atingir o objectivo de correr entre 20 a 25 minutos, durante 2 ou 3 dias por semana, até conseguir ganhar resistência para correr todos os dias da semana.

Para começar, deve-se utilizar calçado adequado para corrida. Tal como não se deve jogar basquetebol com botas de futebol, também não devemos sair a correr com umas Converse All Star. Entre outras coisas, estaremos mais cómodos com umas sapatilhas de jogging, que podemos encontrar em qualquer loja de desporto. Em relação ao vestuário, o mais recomendável será qualquer tipo de vestuário desportivo, com o qual nos sintamos confortáveis, tendo sempre em conta, naturalmente, a época do ano. Podemos ainda dispor de um cronómetro, que poderá ter também função de pulsómetro, para controlar o ritmo cardíaco. Antes, durante e depois de correr é também necessário não nos esquecermos da hidratação, e deve-se beber por isso muitos líquidos. Obviamente que nos meses mais quentes deve-se evitar as horas de maior calor, e de beber mais líquidos, pois iremos suar muito mais.

Na hora de escolha do local para correr, é sempre preferível optar por superfícies macias, sendo mais recomendável escolher a terra ao asfalto, pois o impacto é menor e assim as articulações sofrerão menos. Será melhor traçar um circuito, como por exemplo, pelo perímetro de um parque, certas ruas com pouco transito (de pessoas e veículos), ou zonas próprias para praticar corrida. Preferencialmente deve-se conhecer o terreno onde correr, de forma a ter referências, e assim comprovar os nossos progressos.

Uma vez que tenhamos a roupa mais adequada e de ter seleccionado o circuito, é chegado o momento de começar. Primeiro devemos definir qual o nosso objectivo em relação às nossas capacidades, à idade, disponibilidade de tempo, e para que queremos correr (diversão, estar em forma, ou mesmo preparação para corridas em competições).

O melhor mesmo será sempre fazer uma visita ao nosso médico para verificar o nosso estado de saúde, e se podermos correr sem problemas.

Inicialmente, deve-se correr durante 2 ou 3 dias por semana, deixando um dia de intervalo, no mínimo, para descanso. Para começar a sessão é recomendável caminhar uns minutos para aquecimento, e efectuar alongamentos, após o que começaremos fazendo duas séries, primeiro caminhando a um ritmo elevado durante 5 a 8 minutos, e depois correndo ao nosso ritmo, (lento de inicio para não se ir abaixo), inspirando pelo nariz e expirando pela boca, durante 3 a 5 minutos. Depois na segunda série deve-se correr de uma forma progressiva, nunca começando a correr muito rápido, e depois efectuar novos alongamentos para relaxar os músculos, e prevenir lesões.

Seguiremos esta rotina entre 2-3 semanas, e quando sentir que melhorou a forma e conseguir aguentar o ritmo, pode-se fazer 3 séries durante duas semanas.

Quando já conseguir suportar bem as três séries, é chegado o momento de reduzir o tempo de caminhada (descanso), e aumentar o tempo seguido de corrida. Não se esqueça que cada um tem o seu próprio ritmo, e assim deverá encurtar o descanso consoante o cansaço que sinta.

Não importa se um dia não podemos atingir o objectivo, o importante é ter tentado e pensar que se consegue na próxima.

Se o Homer Simpson pode, nós também…

O mais provável é que seguindo esta rotina consiga correr 15 minutos sem muitos problemas num par de meses (consoante o ritmo de cada um). A partir daqui podemos aumentar um minuto cada dia até conseguir atingir o objectivo pretendido.

Ao correr são trabalhados bastantes grupos musculares, sem bem que os musculos abdominais nem por isso, pelo que é recomendável fazer abdominais para não desequilibrar a musculatura. Uma actividade que poderá ser um excelente complemento à corrida (e em geral qualquer outra prática desportiva) é o Pilates, já que trabalha imenso a zona abdominal e as costas, prevenindo muitas lesões.

Para terminar, aqui estão duas páginas onde pode fazer treinos à sua medida.

Polar Personal trainer

Nike+coach

Deixe o seu comentário


Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.

Os cookies ajudam-nos a fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a utilização de cookies. Saber mais

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close