6 conselhos naturais para cuidar da garganta

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

6 conselhos naturais para cuidar da garganta

Os casos de gripes e resfriados aumentam especialmente durante a época de outono e inverno. Isso deve-se não só às baixas temperaturas a que estamos expostos, como também ao ar seco e ao uso de aquecimento que seca o ambiente. Um dos sintomas mais característicos é precisamente a dor de garganta que pode dar origem a infeções com inflamação, vermelhidão e até mesmo pus.

Hoje queremos alertar para a importância de cuidar diariamente da nossa garganta para prevenir este problema e não apenas quando já estamos a precisar urgentemente de cuidados de saúde.

É por isso que de seguida vamos apresentar uma seleção com 6 conselhos naturais para cuidar diariamente as sua garganta.

 

Uma alimentação saudável

Os alimentos que consumimos diariamente influenciam em maior ou menor grau a saúde da nossa garganta. Uma dieta pouco equilibrada pode dar origem a deficiências alimentares que aumentam a nossa vulnerabilidade perante as doenças. Para melhorar a capacidade defensiva deveremos aumentar o consumo de alimentos naturais e frescos: frutas, verduras e hortaliças da época, e sobretudo de citrinos como as laranjas e os limões ou outras opções como mirtilos, ananás, alho, cebola ou brócolos.

 

Produtos naturais das abelhas

O própolis tem origem nas abelhas. Trata-se de um produto que actua como antibiótico completamente livre de efeitos secundários e com um amplo leque de ações: antigripal, anti-inflamatório, anestésico e protetor das cordas vocais e da garganta.

Outro dos excelentes produtos naturais procedentes das abelhas é o mel, um produto naturalmente rico em vitaminas e oligoelementos, mas que é também antioxidante, antiviral, antimicrobiano e antibacteriano.

 

Evitar certos alimentos e bebidas

Entre os alimentos que devemos evitar estão os produtos refinados como as farinhas, os alimentos ricos em açúcar ou o leite de vaca. Este último é especialmente difícil de digerir, e pode provocar um número elevado de problemas no nosso organismo; por isso, a melhor alternativa é substitui-lo por leites vegetais, como como por exemplo leite de soja, de amêndoas ou de arroz

 

Evitar comer alimentos com temperaturas extremas

Tanto o frio como o calor excessivo nos alimentos e nas bebidas são fatores perigosos para manter a saúde da nossa garganta. Sendo assim, não se deve comer coisas nem muito frias, nem demasiado quentes. Embora durante o verão nos apeteça muito um refresco bem fresquinho, deveremos fazer um esforço para o manter um pouco dentro da boca para aumentar um pouco a sua temperatura antes de o ingerir. Tudo tem remédio!

 

O tabaco é absolutamente proibido

Evidentemente que o tabaco é um grande inimigo da nossa saúde, mas especialmente para a garganta, a traqueia, a laringe e o esófago. Para além disso, aumenta as probabilidades de vir a padecer de doenças respiratórias e de garganta, podendo mesmo provocar cancro.

Tudo isso são motivos para evitar o tabaco. E até mesmo só o fato de sermos fumadores passivos é mau, pelo que deve evitar também o fumo das pessoas à sua volta.

conselhos naturais para cuidar da garganta

Resguarde-se do frio

Por último, e especialmente quando estamos em pleno inverno ou outono, tal como referimos no inicio deste artigo, é de vital importância resguardar a nossa garganta do frio e das inclemências próprias do tempo nesta época do ano. Por isso é fundamental andarmos bem agasalhados. Com efeito, embora já não estejamos nos meses mais frios do ano, é conveniente ainda assim cobrir a nossa garganta com algum cachecol ou lenço.

 

Esperamos que estes conselhos para cuidar da garganta sejam úteis para que se possa precaver contra qualquer eventualidade. Deixe-nos o seu comentário. Costuma ter dor de garganta? Tem um trabalho que requer um esforço da sua voz?

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.