Conselhos contra a síndrome da classe turística

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

síndrome da classe turística

No autocarro, no comboio, no avião, de carro… Independentemente do meio de transporte em que viajemos, o mais importante de tudo é não estar mais do que quatro horas sentado na mesma posição e sem nos mexermos.

É aquilo que os especialistas de saúde chamem de síndrome da classe turística, que provoca problemas como inchaço nas pernas, desconforto, tonturas, dor e nos casos mais graves, pode até mesmo provocar tromboses (AVC’s). Vai fazer uma viagem longa? Nesse caso, não perca os nossos conselhos para antes e depois da sua viagem e para saber o que fazer de forma a minimizar os impactos das viagens de longa duração

 

Almofadas especiais

A Organização Mundial de Saúde (OMS) também nos lembra que viajar sentado durante mais de quatro horas pode provocar Tromboembolismo venoso (TEV), um distúrbio do sistema circulatório com elevada morbilidade e mortalidade, sobretudo naquelas pessoas mais susceptíveis a sofrer deste género de problemas. E estes problemas são verdadeiros perigos que não se devem encarar de ânimo leve.

Mas agora a questão é: como podemos evitar todos estes problemas? Utilizar algum apoio ou almofada especial pode ajudar a reduzir os problemas durante uma viagem. Pergunte ao seu médico de confiança ou em qualquer farmácia ou centro de ortopedia, onde poderá encontrar produtos especiais para as pessoas obrigadas a passar muitas horas sentadas na mesma posição.

 

 

Levante-se e ande

Se for possível, levante-se do assento e desfrute de um passeio curto para esticar as pernas e mover-se. A roupa e o calçado que utiliza para viajar também é muito importante, devendo ser leve e solto para que não impeça a livre circulação do sangue.

 

Beba muitos líquidos

A alimentação também é fundamental, assim e antes de viajar, tente beber muitos líquidos para hidratar o seu corpo. No entanto deve evitar o álcool, o café e a comida mais pesada e com muita gordura.

Também se deve evitar o uso de soporíferos e tranquilizantes. Aconselhamos ainda que tire todas as suas dúvidas junto do seu médico para que ele lhe recomende algum tratamento especial.

 

E você, que mais conselhos nos recomenda contra a síndrome da classe turística?

Deixe o seu comentário


Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.

Os cookies ajudam-nos a fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a utilização de cookies. Saber mais

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close