Condroitina

Condroitina e glucosamina para controlar a inflamação articular

A inflamação articular pode ser bastante incapacitante trazendo dor e menor mobilidade. Para manter a qualidade de vida ao longo dos anos há que assegurar que não existem processos inflamatórios crónicos a nível articular.
Condroitina

Tabela de Conteúdos

O que é a condroitina e glucosamina?

A glucosamina e condroitina são componentes básicos da cartilagem e do líquido sinovial e por isso, devemos ter a certeza que os possuímos nas quantidades necessárias para assegurar a qualidade articular que precisamos.
Ambos são componentes que existem naturalmente na zona articular mas que podem a certo momento estar em quantidades muito baixas por desgaste articular.
Normalmente, a suplementação com estes componentes é feita em conjunto já que as articulações precisam de ambos. A glucosamina existe em diversas formas, mas é o sulfato de glucosamina que apresenta melhores resultados, assim como o sulfato de condroitina.

Qual a pertinência da suplementação?

A glucosamina e condroitina fazem parte da estrutura de tendões, ligamentos, cartilagens e no fluído que as rodeia. Em casos de osteoartrite ou outras situações de inflamação articular, a cartilagem fica mais fina, causando mais tensão, rigidez e dor.
A suplementação reforça a cartilagem e líquido sinovial e previne a sua degradação. Existe uma estimulação do metabolismo da cartilagem e a sua estrutura consegue ser regenerada, permitindo uma maior funcionalidade.
O sulfato também é necessário para a produção de cartilagem e por isso é mais eficaz a suplementação com sulfato de glucosamina e não com outras formas.
A suplementação com glucosamina já foi comparada com o efeito de anti-inflamatórios não esteróides, sendo mais benéfica e noutros casos viabilizando baixar a dose de medicação anti-inflamatória para alívio da dor.  A glucosamina e condroitina atuam assim como anti-inflamatórios.
Não são conhecidos efeitos secundários de relevo para além de náuseas e mal-estar digestivo em alguns casos. Alertamos para o facto de  que a glucosamina por vezes provém da carapaça de mariscos e pode representar risco para quem possui alergia a mariscos.
Em caso de toma de anticoagulantes, não deve ser feita suplementação com glucosamina nem condroitina.

Que dosagens?

Normalmente os suplementos possuem os 2 componentes mas fica uma sugestão:
  • Sulfato de glucosamina:
    • Para osteoartrite: 1500mg uma vez por dia ou 500mg 3 vezes por dia;
    • Para articulações específicas como a temporo-mandibular:  500mg 3 vezes por dia.
  • Sulfato de condroitina:
    • Para osteoartite: 200 a 400 mg 2 a 3 vezes por dia ou uma única dose de 1000 a 1200 mg.
Existem cremes que possuem também glucosamina e condroitina. 50mg/g de condroitina e 30 mg/g de glucosamina é uma boa composição.
Melhorar o metabolismo articular pode estar nas suas mãos, assim como evitar os efeitos secundários da toma excessiva de anti-inflamatório não esteróides.
1

Sem comentários

Escrever um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Adblock Detectado!

Este blogue depende da publicidade para se manter online e com acesso gratuito. Por favor desligue o seu bloqueador de publicidade no nosso website.

Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.