Como tratar gordura no fígado | Prevenção e tratamento da esteatose hepática

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

fígado gordo
O fígado gordo ou esteatose hepática é um problema dos nossos dias e há cada vez mais pessoas a padecer deste problema de saúde. Por essa razão, hoje vamos saber como tratar a gordura no fígado (fígado gordo), bem como o que é possível fazer para a sua prevenção e tratamento.

Evite o consumo de álcool

Não há dúvida que o consumo de bebidas alcoólicas influencia de forma directa a acumulação de gordura no fígado, para além de o afectar negativamente ao causar danos nas suas células.
Por essa razão, é fundamental e imprescindível eliminar completamente o consumo de qualquer bebida alcoólica, até mesmo daquelas com pouca graduação, como por exemplo a cerveja ou o vinho.
Na maioria dos casos, quando o fígado gordo acontece devido ao consumo de álcool, o prognóstico de evolução da doença é positivo quando se reduz e/ou elimina por completo o consumo de álcool.
Como tratar gordura no fígado

Faça exercício físico

A prática de exercício físico não só é imprescindível para manter uma boa saúde, como também é especialmente adequado para ajudar a reduzir a gordura no fígado e a tratar esta doença, uma vez que ao manter-nos activos vamos reduzir a gordura do nosso corpo (em especial este órgão).
Para além do mais, é tremendamente útil para perder peso, evitar o sedentarismo e reduzir o excesso de peso que possamos ter. Muitas vezes basta praticar diariamente uns 40 minutos de exercício físico aeróbico.

Siga uma dieta adequada

A alimentação também tem grande influência no aparecimento do fígado gordo não alcoólico, sobretudo quando há uma tendência para consumir alimentos ricos em açúcares e gorduras. Portanto, uma boa opção é seguir uma dieta equilibrada, saudável e evitar os alimentos refinados e processados.

Como prevenir o fígado gordo facilmente

Tendo em conta que actualmente a maioria dos casos diagnosticados de fígado gordo são causados pelos hábitos e estilo de vida modernos, torna-se evidente que o fígado gordo ou esteatose hepática pode ser prevenido. Podemos mesmo dizer que não só pode ser prevenido, como se ainda for detectado (no caso de já estar presente)  pode ser curado.
Para começar, na prevenção desta doença é muito importante seguir um estilo de vida saudável baseado no seguimento de uma dieta variada e equilibrada, rica em alimentos frescos e saudáveis, e com poucas gorduras.
Neste sentido, por exemplo, podemos dar como um bom exemplo a dieta mediterrânica, considerada uma das dietas mais saudáveis que conhecemos. O segredo, como vimos, está em evitar o excesso de peso, a obesidade, e em manter uma alimentação saudável.
Uma vez que o álcool é outro dos inimigos de um fígado saudável porque intervém de forma decisiva na acumulação de gordura neste órgão, torna-se fundamental eliminar por completo o álcool da nossa dieta.
Não obstante, existe alguma controvérsia sobre a forma de actuação de determinadas bebidas alcoólicas consideradas “mais saudáveis” sobre o fígado, como é o caso do vinho, uma vez que alguns estudos constataram que consumir um copo de vinho por dia podia ajudar a prevenir o fígado gordo e a evitar que a gordura se acumulasse.
Em qualquer caso, dado que não existe um consenso por parte da comunidade médica, a recomendação básica é simples: evitar ou reduzir quase totalmente o consumo de qualquer tipo de bebida alcoólica.
curar o fígado gordo
Como referimos anteriormente, o excesso de peso e a obesidade influenciam no aparecimento de gordura no fígado, da mesma forma que a diabetes também o faz (a qual, diga-se de passagem, pode aparecer em consequência do excesso de peso).
Por tudo isto, torna-se extremamente importante reduzir o nosso peso com a ajuda de um nutricionista através de uma dieta personalizada e adequada às nossas necessidades e circunstâncias pessoais. Muitos estudos científicos constataram que uma redução moderada do peso pode ajudar a reverter e até mesmo a eliminar a presença de gordura no fígado.
Por outro lado, quando praticamos exercício físico com regularidade aumentamos o nosso metabolismo e queimamos gorduras. É uma actividade que ajuda imenso a combater o fígado gordo, especialmente quando praticamos algum  tipo de exercício aeróbico, como por exemplo correr ou caminhar. Basta praticar com uma certa regularidade, diariamente se possível, e pelo menos 30 minutos de cada vez.
Tendo em conta que os níveis elevados de colesterol e triglicéridos podem igualmente ter influência no aparecimento de fígado gordo, é conveniente reduzir os níveis elevados de gorduras no sangue. Neste caso, os conselhos preventivos indicados anteriormente são igualmente úteis e recomendados.
Também existem truques e conselhos que permitem depurar o fígado e que ajudam perante qualquer patologia relacionada com este importante órgão.
tratar figado gordo

Como tratar gordura no fígado

Se lhe foi detectado recentemente fígado gordo, em primeiro lugar deve manter a calma. Apesar de ser um transtorno muito comum e geralmente benigno, deve começar o mais rapidamente possível a tratar este problema de saúde. Aos conselhos indicados anteriormente, como evitar as bebidas alcoólicas, seguir uma dieta com poucas gorduras e saudável, perder peso e fazer desporto regularmente, também pode seguir os seguintes conselhos naturais:

Opte por infusões depurativas do fígado

É o caso, por exemplo, das infusões feitas com alcachofra e dente de leão. Neste sentido, pode fazer uma infusão combinada de alcachofra e dente de leão.
Para isso deve ferver o equivalente a um copo de água. Quando a água entrar em ebulição junte uma colher de dente de leão e outra de folhas de alcachofra. Deixe ferver durante 3 minutos. Desligue a chama, coe o líquido e deixe em repouso durante 3 minutos. Pode beber 3 chávenas desta infusão por dia.
Também pode optar pela infusão de alcaçuz. Neste caso a elaboração é idêntica aos passos seguidos anteriormente, com a diferença que deve substituir a alcachofra e o dente de leão por uma colher de alcaçuz, e não deve beber mais do que 2 chávenas por dia, uma vez que pode afectar negativamente a tensão arterial.

Cardo mariano, o protector do fígado

Como já referimos em outros artigos, o cardo mariano é uma das plantas com mais benefícios medicinais relacionados com o cuidado e protecção do fígado.
Contém silimarina que ajuda a regenerar e a proteger as células do fígado. Se quiser aproveitar as suas qualidades pode experimentar tomar cápsulas de cardo mariano ou extracto líquido de cardo mariano, que poderá encontrar facilmente em qualquer ervanária.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.