7 Benefícios da marijuana e o debate sobre a sua legalização

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

cannabis

O debate sobre a legalização da marijuana é uma questão muito controversa, até porque o limite entre a sua aplicação médica e o consumo lúdico é muito confuso e ténue. Tanto assim é que muitos pensam que as pessoas interessadas na sua legalização o fazem apenas por uma questão de interesse pessoal porque a consumem de forma lúdica.

Por outro lado, a verdade é que também existem diversos estudos científicos que (especialmente durante os últimos anos) demonstraram os benefícios da marijuana para o nosso organismo e a necessidade de os levar em conta para fins medicinais.

Para tentar esclarecer um pouco este profundo debate moral sobre a legalização da cannabis, hoje propomos dar a conhecer 7 benefícios da marijuana comprovados através de estudos médicos. Quer conhecê-los todos? Qual será a sua posição depois de se informar sobre eles?

 

7 Benefícios da marijuana: é a favor ou contra a sua legalização?

 

Tratamento da dor crónica

As conclusões destes estudos parecem indicar que a sua aplicação é eficiente no tratamento da dor, especialmente em casos de dor crónica. Fumar marijuana pode eliminar a necessidade do uso de fármacos mais prejudiciais à saúde, como é o caso dos narcóticos opiáceos (codeína ou morfina, por exemplo), altamente aditivos e sobre os quais os pacientes ainda podem desenvolver tolerância aos seus efeitos.

 

Relaxamento para controlar a ansiedade

O consumo de marijuana tem um efeito relaxante que se manifesta numa questão de minutos e que pode ser útil sobretudo para aquelas pessoas mais activas.

Por essa razão, é considerada a sua aplicação para tratar quem tem problemas sérios de ansiedade.

 

Aumento da criatividade

Meia hora após o consumo desta substância, o lóbulo frontal fica totalmente activado. Desta parte do cérebro dependem aspectos tão relevantes como a linguagem, o movimento, a autoconsciência ou a originalidade.

É por isso que os estudos mostraram que a marijuana melhora a criatividade, conectando os nossos pensamentos abstractos.

benefícios da marijuana

Recuperação do apetite

Normalmente a perda de apetite é um sintoma claro que uma pessoa não está bem. Também aqui a marijuana pode ser útil graças à sua capacidade de estimular os receptores presentes nos núcleos paraventricular e ventromedial do hipotálamo, zonas implicadas precisamente na regulação do apetite.

 

Melhora o sono

Entre o terceiro e o quarto ciclos do sono entramos numa fase de sono profundo durante o qual o nosso organismo se repara (daí a expressão “um sono reparador”).

Alguns canabinóides têm precisamente a capacidade de alargar o tempo que passamos nesta fase, fazendo assim com que descansemos melhor.

 

Redução das náuseas

De novo, o canabinóide THC presente na marijuana tem um efeito antiemético (ou seja, de redução de náuseas e vómitos) de grande potência, o que o torna ideal no tratamento de pacientes que, por exemplo, se encontrem a fazer quimioterapia.

 

Acção anticonvulsiva

Uma área que chama especialmente a atenção na investigação sobre os benefícios da cannabis é a sua acção como agente anticonvulsivo, algo que pode ter uma importante aplicação em certas doenças tais como a esclerose múltipla ou Parkinson.

 

Esperamos que tenha sido interessante conhecer estes benefícios da marijuana. Agora é preciso ver se estes benefícios da marijuana pesam mais do que as possíveis consequências negativas derivadas do seu consumo recorrente, entre as quais estão uma memória pior, uma diminuição da atenção e da capacidade de aprendizagem, complicações respiratórias, acidentes do aparelho circulatório, esterilidade temporária, alteração do ciclo menstrual e uma maior probabilidade de ter um surto psicótico.

Como sempre, convidamo-lo a reflectir sobre esta polémica e que partilhe connosco as suas opiniões na caixa de comentários.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.