Apiterapia

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

apiterapiaA apiterapia usa os produtos da abelha para ajudar a curar muitas doenças. É uma terapia já mencionada por Hipócrates e em textos chineses antigos.

 

O que é a Apiterapia?

A apiterapia é o uso curativo dos produtos da abelha: mel, pólen, propólis, geleia real, cera e veneno.

Muitos profissionais da saúde estão a começar a usar a apiterapia, com abelhas vivas ou através de injecções. São conhecidos o Dr. Theodore Cherbuliez, presidente da American Apitherapy Society, o Dr. Stefan Stangaciu da Roménia e o Dr. Hugo Aguirre da Argentina, para apenas citar somente três dos mais conhecidos.

Cerca de 95 % da população não é alérgica às picadas de abelha. É a vespa que normalmente causa reacções alérgicas.

 

Como funciona a apiterapia?

Muitos insectos têm aguilhões venenosos, mas devido ao facto da abelha do mel ter sido domesticada é fácil de tratar, e usa-se para a maioria dos tratamentos.

O veneno da abelha tem os seguintes componentes conhecidos:

  • Melitina: é a responsável da dor e comichão no veneno da abelha. Tem poderosas propriedades bactericidas e citotóxicas. Produz os sintomas de inflamação através da libertação de histamina. Estimula a pituitária a liberar ACTH, que estimula as glândulas supra-renais a produzir cortisona, responsável da resposta do corpo para a auto-cura. É 100 vezes mais potente como anti-inflamatório do que a hidrocortisona em testes realizados em ratos com artrite (Nature, Nov. 1.974).
  • Péptido (Mast Cell Degranulating Peptide): leva à libertação de histamina que produz os sintomas de inflamação (inchaço, comichão, vermelhidão, dor). Aumenta a memoria recente em ratos (teste do labirinto).
  • Apamina: bloqueia os canais Ca+ dependent K+. Reforça a transmissão sináptica a longo prazo. Encurta a duração do potencial de actuação de um nervo.
  • Hialuronidase: dissolve o ácido hialurónico que liga as células, tornando assim mais permeável o tecido ou o espaço extra-celular. Isto facilita o transporte de substancias curativas e a eliminação de resíduos ou das substancias tóxicas da área afectada.
  • Dopamina (neurotransmissor): é um neurotransmissor que aumenta a actividade motriz. É deficiente em pacientes com Parkinson e excessiva em pacientes psicóticos tratados com medicamentos neurolépticos. A dopamina juntamente com a serotonina e outras catecolaminas estão implicadas como factores nas depressões.
  • Adolapina: tem um efeito analgésico. No caso da esclerose múltipla o veneno da abelha não é uma cura, mas detém o seu progresso. O número de sessões em qualquer doenças depende da própria doença, da pessoa e do desenvolvimento alcançado.

 

Em que nos pode ajudar a apiterapia?

  • Pele: eczema, psoríase, úlceras tópicas, verrugas. Infecções: laringite, mastite.
  • Virais: herpes simples 1 e 2, verrugas.
  • Reumatológicas: 100 vezes mais poderosa que a hidrocortisona. Maior efeito anti-inflamatório que a ciclofosfamida (Weissman) Artrite reumatóide, osteoartrite, artrite reumatóide juvenil, artrite traumática, espondilite, artrite psoriática, cotovelo de tenista, bursite.
  • Cardiovascular: hipertensão (crónica e aguda), arritmias, aterosclerose , varizes.
  • Pulmonar: obstrução crónica pulmonar, enfisema, asma.
  • Sentidos: perda de audição, visão, glaucoma, diplopia, irite.
  • Ortopedia: estimula a cura dos ossos.
  • Psicologia: depressão.
  • Endócrinas: aumenta a quantidade de esperma em touros na U. Penn (Dr. Alan Benton)
  • Sistema nervoso: analgésico. Anti-cancerigeno: aumenta a sobrevivência aos linfomas em ratos. É um agente protector contra a radiação X (Shipman, publicado na revista Nature, 1.974)

 

Origem e história da apiterapia

A apiterapia é tão antiga como a própria apicultura. Sobre ela escreveu Hipócrates, e existem citações em textos chineses de há 2.000 anos. A apiterapia começou como uma parte da medicina tradicional, e hoje a maioria das pessoas que a usam aplicam-na em si mesmas ou com ajuda para lhes ser administrada a picada.

loading...

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...