Anorexia e perfeccionismo

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

anorexiaA anorexia e o perfeccionismo costumam andar de mão dada em muitas ocasiões, razão pela qual pensamos que será interessante falar um pouco sobre o assunto de forma a prevenir o problema.

 

Relação entre anorexia e perfeccionismo

Hoje em dia fala-se muito de anorexia e bulimia, e de uma forma geral dos transtornos de alimentação, mas o que é muitas vezes se desconhece é a relação existente entre anorexia, perfeccionismo e auto-exigência.

A moda pelo culto da magreza não é o único factor de influência para que haja cada vez mais casos de jovens com problemas de alimentação de um ou outro tipo. Com efeito, o perfeccionismo é um dos maiores factores de risco para este tipo de problemas, já que é um conceito com influência em todos os aspectos da vida. É como se ao não se ser perfeita não se fosse suficientemente válida ou boa.

Isto vê-se em todos os aspectos da vida, as pessoas com anorexia são muito exigentes consigo mesmas, lutando não apenas por se ver bem ao espelho e ter um corpo perfeito (por outro lado impossível de atingir), como também nos estudos são raparigas brilhantes que estudam de forma obsessiva, dão tudo no trabalho e fazem mais horas que todos os outros. São as amigas mais próximas e nunca se perdoam no caso de se esquecerem de um aniversário; como companheiras, as anorécticas são as mais devotas, fieis e compreensivas. Mas… é possível por acaso ser perfeita?

 

Quando a perfeição se torna em obsessão

Não tem nada de mal lutar pelas metas que cada uma se propõe alcançar, o problema acontece quando a auto-estima depende destas metas e apenas quando se consegue alcançar certos níveis de perfeccionismo é que se começa a sentir em plano de igualdade com as outras. Aí é que reside o problema e em relação à comida é quando uma maçã a mais se pode tornar num símbolo de fraqueza ante a tentação e uma razão para se castigar a si mesma e sentir-se culpada ao longo de todo o dia.

anorexia

A perfeição está na tolerância e na aceitação

O que nos escapa neste mundo de competências e de lutas constantes para nos destacarmos perante os outros, é a realidade de que o ser humano é imperfeito por definição e por isso estará sempre condenado a cometer erros. Não significa isto que iremos cometer erros constantemente, mas a realidade é que os fazemos, embora tenhamos os cinco sentidos em alerta a cada passo que damos. Aceitar esta realidade, dá-nos tolerância, evita a surpresa e a autocrítica quando estes erros acontecem e não se perde a auto-estima. Devemos aceitar que todos somos diferentes e nas coisas boas que podemos trazer a este mundo.

Não precisamos de alcançar o perfeccionismo ou de ser perfeitos para ser bons. Esta é a realidade e é o que se pode aplicar a qualquer aspecto da vida. Não necessito ter um corpo perfeito para ser bela, muitas vezes quanto mais nos aproximamos da perfeição, mais a rejeição aparece, através da obtenção de um aspecto artificial que não é natural e que nos distancia do que realmente somos. Esta é uma mensagem muito importante para prevenir a anorexia.

 

Conselhos práticos frente ao perfeccionismo e a sua relação com a anorexia

Olhando para o problema há que planear alguma alternativa perante o perfeccionismo, que nos liberte dessa pressão e que por outro lado, nos ajude a dar mais valor a nós mesmas. Algumas sugestões a esse respeito são as seguintes:

Não dês demasiado valor aos objectivos atingidos, mas sim ao que és. Os êxitos não dependem unicamente de nós mesmas, mas também de factores externos, pelo que serem atingidos ou não, nem sempre quer dizer algo de nós mesmas.

Desfruta não quando forem alcançadas as metas, mas todo o caminho, desse modo, poderás valorizar cada instante. Não vivas na ilusão de que tudo será diferente quando consigas o que queres, pois não costuma ser assim, quando conseguimos o que queremos, existem logo de seguida novas metas. Por outro lado, se desfrutarmos da actividade que fazemos e do caminho, a satisfação irá acompanhar-nos sempre.

Lembra-te que o ser humano é imperfeito, cometemos erros e não é por isso que somos menos, há que contar com isso.

Sê tolerante com os teus próprios erros, que como dizemos anteriormente são perfeitamente normais, e apenas quando nos perdoamos por eles é que podemos aprender e seguir em frente.

loading...

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...