Alimentos que ajudam o cérebro

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

Alimentos que ajudam o cérebroUma alimentação equilibrada é essencial para o bom funcionamento do cérebro, mas se pretende potenciar a actividade mental e aumentar a sua inteligência, então há uma serie de alimentos que, consumidos de forma habitual o podem ajudar. Aqui apresentamos alguns dos alimentos que ajudam o cérebro e aumentam a inteligência:

  • Ovos: O ingrediente que os torna imprescindíveis é a colina, uma substancia que fortalece a sinapse cerebral, ou seja, facilita a comunicação entre os neurónios, estimulando assim os processos cerebrais.
  • Peixe fresco: Especialmente os peixes azuis, já que o seu conteúdo em aminoácidos essenciais, tal como em ácidos gordos polinsaturados ómega 3, o tornam imprescindível para o bom funcionamento do cérebro.
  • Beterraba: entre os seus componentes podemos encontrar monofosfato de uridina, que previne a degeneração cerebral e favorece a comunicação entre as células nervosas do cérebro.
  • Frutos secos: Contêm vitamina E, selénio e ácidos gordos, os quais devido à sua acção antioxidante previnem o envelhecimento dos neurónios e favorecem a sua actividade. Especialmente recomendáveis para esta função são as nozes.
  • Chá: Contém catequina, que actua como um estimulante para a memória e a teína, também presente na sua composição, que estimula a actividade nervosa e a concentração, embora deva sempre ser consumido com moderação.
  • Legumes: São ricos em vitaminas do grupo B, essenciais para preservar as funções cerebrais e o estado de alerta. São uma boa fonte de hidratos de carbono complexos que o organismo transforma em glicose, o principal alimento para o cérebro.
  • Frutas e verduras frescas: Também nunca devem faltar na dieta diária, especialmente as de cor laranja e vermelha, porque as suas propriedades antioxidantes retardam o envelhecimento celular e melhoram a circulação sanguínea do cérebro, o que ajuda a reduzir os riscos de vir a sofrer um AVC.

Deixe o seu comentário


Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.

Os cookies ajudam-nos a fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a utilização de cookies. Saber mais

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close