A spirulina: um milagre da natureza

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

spirulinaÉ incrível tudo quanto a spirulina, uma humilde alga de água doce pode fazer pela nossa saúde, desde ajudar a perder peso, cobrir as nossas necessidades nutricionais, controlar as alergias, fortalecer o sistema imunitário, ajudar a saúde cardiovascular, e até mesmo a prevenir o cancro.

Foi por tudo isso e muito mais que a UNESCO a declarou como “o alimento do milénio”.

 

Reforça o sistema imunitário

O sistema imunitário é responsável pela protecção contra qualquer elemento invasor, quer seja de origem tumoral ou infecciosa, e que atente contra o equilíbrio do nosso organismo. E na realidade esta incrível alga de cor azul-esverdeada é uma grande aliada do sistema imunitário, graças ao seu grande arsenal de polissacarídeos (Ca-Spirulan), antioxidantes (vitamina E, betacaroteno e ficocianina), assim como também aminoácidos, tais como a alanina e ácido pantoténico.

Também os vírus, esses temíveis organismos mutantes e por vezes tão difíceis de derrotar, têm na spirulina uma inimiga mortal devido à ficocianina, aos sulfolípideos e à Ca-spirulan que esta possui.

 

Previne e ajuda a tratar doenças crónicas

As doenças crónicas originam imensos problemas como incapacidade, dores, baixa qualidade de vida, gastos de todo o género, para além de serem responsáveis por muitas mortes. Felizmente que actualmente podemos contar com a ajuda da spirulina nesta batalha contra muitas doenças crónicas, tais como:

  • O cancro e os tumores: devido à grande quantidade de antioxidantes que possui, tais como a vitamina E, o betacaroteno, a ficocianina e uma enzima denominada superóxido dismutase. Adicionalmente, esta maravilhosa alga teme um efeito protector contra os efeitos prejudiciais da radiação, a que as pessoas se expõem quando recebem tratamentos de radioterapia.
  • A diabetes: graças ao efeito regulador da glicose que exercem os hidratos de carbono complexos, o magnésio, o crómio e as vitaminas B1, B12 e B3 existentes na spirulina.
  • As doenças cardiovasculares, tais como a hipertensão, os acidentes vascular cerebrais (AVC) e enfartes, já que protege o sistema cardiovascular devido aos ácidos gordos essenciais, às vitaminas E, B6 e ao selénio que contém. Para além disso diminui o nível de colesterol no sangue por meio do ácido gama-linolénico e da niacina.
  • A artrite e o reumatismo: estas condições degenerativas são combatidas pelos antioxidantes, o ácido gama-linolénico, a serina e o ácido pantoténico existentes na spirulina.
  • A osteoporose: alguns minerais que são absorvidos com facilidade também estão presentes na spirulina, como o magnésio, o cálcio, o fósforo, o potássio e o zinco, contribuem para o fortalecimento dos ossos e consequentemente previnem a perda de densidade óssea que pode originar fracturas perigosas.

espirulina

Benefícios adicionais da spirulina

  • Ajuda a perder peso consideravelmente quando são consumidas nove gramas diárias. A clorofila, os polissacarídeos, as enzimas, a fenilalanina e o crómio presentes na spirulina, ajudam a conseguir atingir o peso ideal.
  • Os carotenóides e a riboflavina que existem na composição da spirulina previnem e melhoram os problemas ópticos.
  • Previne e combate a anemia devidos aos seus elevados níveis de ferro de assimilação fácil, de magnésio, ácido fólico e vitaminas B6 e B12.
  • Oferece um grande estímulo ao funcionamento do cérebro, graças aos aminoácidos valina, leucina, niacina e isoleucina, assim como também pelo seu alto conteúdo em vitaminas B3, B1 e zinco.
  • Até a libido e o nível de vitalidade são revitalizados pelo notável volume de minerais, ácidos gordos, vitaminas, proteínas, substâncias fotoquímicas e aminoácidos existentes na spirulina.
  • Por último, as pessoas desnutridas e as crianças hiperactivas podem também beneficiar grandemente com a spirulina graças ao seu alto conteúdo em minerais, vitaminas e aminoácidos.

 

Como consumir spirulina

Esta poderosa alga pode-se consumir sob várias formas. Por exemplo, em pó. Neste caso vende-se a peso ou a granel. A spirulina em pó pode ser facilmente adicionada a sucos ou batidos.

Outra forma de a tomar é em cápsulas ou comprimidos. O benefício desta forma é o facto da spirulina se encontrar muito mais concentrada, facilitando assim o consumo de doses maiores.

 

Contra-indicações da spirulina

A spirulina é contra indicada a grávidas, lactantes, pessoas alérgicas a frutos do mar e fenilcetonúricos. A spirulina é um complemento alimentar e não substitui as principais refeições. Os efeitos desejados nas dietas de emagrecimento somente podem ser alcançados através da prática regular de exercícios com o auxílio da reeducação alimentar.

 

Conclusão

Em jeito de conclusão, a spirulina é uma alga realmente fantástica e que pode beneficiar toda a gente, tanto crianças como adultos e ajudar a curar muitas infecções. Quer experimentar?

loading...

5 Comentários

  1. Bruna
  2. Marcia
  3. himatlal givandas

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...