A spirulina: um milagre da natureza

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

spirulinaÉ incrível tudo quanto a spirulina, uma humilde alga de água doce pode fazer pela nossa saúde, desde ajudar a perder peso, cobrir as nossas necessidades nutricionais, controlar as alergias, fortalecer o sistema imunitário, ajudar a saúde cardiovascular, e até mesmo a prevenir o cancro.

Foi por tudo isso e muito mais que a UNESCO a declarou como “o alimento do milénio”.

 

Reforça o sistema imunitário

O sistema imunitário é responsável pela protecção contra qualquer elemento invasor, quer seja de origem tumoral ou infecciosa, e que atente contra o equilíbrio do nosso organismo. E na realidade esta incrível alga de cor azul-esverdeada é uma grande aliada do sistema imunitário, graças ao seu grande arsenal de polissacarídeos (Ca-Spirulan), antioxidantes (vitamina E, betacaroteno e ficocianina), assim como também aminoácidos, tais como a alanina e ácido pantoténico.

Também os vírus, esses temíveis organismos mutantes e por vezes tão difíceis de derrotar, têm na spirulina uma inimiga mortal devido à ficocianina, aos sulfolípideos e à Ca-spirulan que esta possui.

 

Previne e ajuda a tratar doenças crónicas

As doenças crónicas originam imensos problemas como incapacidade, dores, baixa qualidade de vida, gastos de todo o género, para além de serem responsáveis por muitas mortes. Felizmente que actualmente podemos contar com a ajuda da spirulina nesta batalha contra muitas doenças crónicas, tais como:

  • O cancro e os tumores: devido à grande quantidade de antioxidantes que possui, tais como a vitamina E, o betacaroteno, a ficocianina e uma enzima denominada superóxido dismutase. Adicionalmente, esta maravilhosa alga teme um efeito protector contra os efeitos prejudiciais da radiação, a que as pessoas se expõem quando recebem tratamentos de radioterapia.
  • A diabetes: graças ao efeito regulador da glicose que exercem os hidratos de carbono complexos, o magnésio, o crómio e as vitaminas B1, B12 e B3 existentes na spirulina.
  • As doenças cardiovasculares, tais como a hipertensão, os acidentes vascular cerebrais (AVC) e enfartes, já que protege o sistema cardiovascular devido aos ácidos gordos essenciais, às vitaminas E, B6 e ao selénio que contém. Para além disso diminui o nível de colesterol no sangue por meio do ácido gama-linolénico e da niacina.
  • A artrite e o reumatismo: estas condições degenerativas são combatidas pelos antioxidantes, o ácido gama-linolénico, a serina e o ácido pantoténico existentes na spirulina.
  • A osteoporose: alguns minerais que são absorvidos com facilidade também estão presentes na spirulina, como o magnésio, o cálcio, o fósforo, o potássio e o zinco, contribuem para o fortalecimento dos ossos e consequentemente previnem a perda de densidade óssea que pode originar fracturas perigosas.

espirulina

Benefícios adicionais da spirulina

  • Ajuda a perder peso consideravelmente quando são consumidas nove gramas diárias. A clorofila, os polissacarídeos, as enzimas, a fenilalanina e o crómio presentes na spirulina, ajudam a conseguir atingir o peso ideal.
  • Os carotenóides e a riboflavina que existem na composição da spirulina previnem e melhoram os problemas ópticos.
  • Previne e combate a anemia devidos aos seus elevados níveis de ferro de assimilação fácil, de magnésio, ácido fólico e vitaminas B6 e B12.
  • Oferece um grande estímulo ao funcionamento do cérebro, graças aos aminoácidos valina, leucina, niacina e isoleucina, assim como também pelo seu alto conteúdo em vitaminas B3, B1 e zinco.
  • Até a libido e o nível de vitalidade são revitalizados pelo notável volume de minerais, ácidos gordos, vitaminas, proteínas, substâncias fotoquímicas e aminoácidos existentes na spirulina.
  • Por último, as pessoas desnutridas e as crianças hiperactivas podem também beneficiar grandemente com a spirulina graças ao seu alto conteúdo em minerais, vitaminas e aminoácidos.

 

Como consumir spirulina

Esta poderosa alga pode-se consumir sob várias formas. Por exemplo, em pó. Neste caso vende-se a peso ou a granel. A spirulina em pó pode ser facilmente adicionada a sucos ou batidos.

Outra forma de a tomar é em cápsulas ou comprimidos. O benefício desta forma é o facto da spirulina se encontrar muito mais concentrada, facilitando assim o consumo de doses maiores.

 

Contra-indicações da spirulina

A spirulina é contra indicada a grávidas, lactantes, pessoas alérgicas a frutos do mar e fenilcetonúricos. A spirulina é um complemento alimentar e não substitui as principais refeições. Os efeitos desejados nas dietas de emagrecimento somente podem ser alcançados através da prática regular de exercícios com o auxílio da reeducação alimentar.

 

Conclusão

Em jeito de conclusão, a spirulina é uma alga realmente fantástica e que pode beneficiar toda a gente, tanto crianças como adultos e ajudar a curar muitas infecções. Quer experimentar?

loading...

5 Comentários

  1. Bruna
  2. Marcia
  3. himatlal givandas

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os cookies ajudam-nos a fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a utilização de cookies. Saber mais

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close