A importância de uma boa combinação de alimentos

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

combinação de alimentosUma má combinação de alimentos pode ter influência no aparecimento de alguns problemas de saúde, com as respectivas consequências. Mas estes conselhos podem ajudar.

É imprescindível fazer uma boa combinação de alimentos se queremos ter uma digestão completa e um metabolismo em pleno rendimento, por outro lado, é também necessária uma boa digestão para que o organismo possa absorver e assimilar de forma correcta todos os nutrientes.

Para conseguir o peso adequado, a sensação de bem-estar intestinal e uma melhor saúde a todos os niveles, é imprescindível fazer uma correcta combinação de alimentos já que isso nos permite ter uma melhor digestão, uma correcta assimilação, e uma adequada evacuação intestinal que ajuda a desintoxicar o nosso organismo de forma continuada.

 

Combinação de alimentos e digestão

Praticamente todos os alimentos contêm a maioria dos nutrientes:

  • Proteínas.
  • Lípidos ou gorduras.
  • Glicídios ou açúcares.
  • Fibra.
  • Vitaminas.
  • Minerais e água.

Embora alguns alimentos contenham maior quantidade e proporção de nutrientes do que outros.

Em termos gerais, se um alimento contém 15 por cento de proteínas, ou mais, é considerado um alimento proteico, enquanto se for 20 por cento ou mais de hidratos de carbono é considerado glicídico, o que conta é se as proteínas ou os hidratos de carbono constituem o principal elemento nutritivo de um determinado alimento.

Esta informação terá grande utilidade na hora de escolher as melhores e piores combinações de alimentos.

 

Combinação de alimentos e nutrientes

  • Amidos e açúcares

Quando o açúcar entra na boca juntamente com o amido, a saliva segregada durante o processo de mastigação inibe a ptialina, a enzima que ajuda à digestão dos amidos, entorpecendo desta forma a digestão do amido antes deste chegar ao estômago. Esta combinação bloqueia a passagem do açúcar através do estômago até que o amido seja digerido, provocando a sua fermentação.

Os subprodutos da fermentação de açúcares são ácidos, o que por sua vez inibe ainda mais a digestão dos amidos, os quais precisam de meios alcalinos para a sua digestão.

  • Proteínas e amidos

Esta é a combinação de alimentos característica que encontramos nas dietas modernas ocidentais, a carne com batatas, ovos com pão etc. Quando comemos proteínas e amido juntos, a enzima ptialina é segregada através da saliva começando a digestão dos amidos, quando a comida mastigada chega ao estômago, a digestão do amido através de enzimas alcalinas continua e entorpece desta forma a digestão da proteína pela pepsina e outras secreções ácidas, favorecendo assim a produção de resíduos tóxicos de gases e putrefacção.

  • Amido e alimentos ácidos

Qualquer ácido que se coma juntamente com um amido inibe a secreção de ptialina.

Por essa razão, ao comer por exemplo frutas ácidas ou ácidos como o vinagre juntamente com o amido, não há uma secreção idónea da enzima alcalina na boca para iniciar a primeira fase da digestão. Em consequência o amido vai para o estômago sem os sucos alcalinos vitais que são necessários para uma boa digestão, o que ajuda à fermentação das bactérias.

  • Proteína e alimentos ácidos

Uma vez que a proteína precisa de um meio ácido para uma digestão adequada, pode-se pensar que os alimentos ácidos facilitariam a digestão de proteínas, mas não é assim. Quando os alimentos ácidos entram no estômago inibem a secreção de ácido clorídrico e de pepsina, esta enzima que ajuda a digerir proteínas apenas pode funcionar na presença de ácido clorídrico, não com qualquer outro ácido.

 

Alguns exemplos de boas combinações de alimentos

  • Pão ou massa com abacate.
  • Fruta com iogurte ou requeijão, sejam uvas, pêras, bananas, etc.
  • Batatas com verduras.
  • Ovos com verduras.
  • Peixe com limão.
  • Carnes e sobremesas com ananás natural.
  • Fruta com tostas de pão.
  • Fruta com flocos de aveia.
  • Salada de hortaliças frescas sem vinagre, com arroz (amido).
  • Salada de hortaliças frescas com vinagre, com cogumelos (proteína).
  • Morangos com mel.
  • Iogurte com muesli.
  • Quinoa com verduras salteadas.
  • Verduras da época com uma única proteína.

 

Alguns exemplos de má combinação de alimentos

  • Pão e batatas, arroz ou legumes.
  • Kiwi ou limão com banana.
  • Tomates e limão.
  • Ovo e batata.
  • Presunto e melão.
  • Carne com batatas.
  • Peixe com massas.
  • Vinagre ou limão na salada com massa ou arroz ou batatas.
  • Leite com pão.

Imagem @Dennis Yang

loading...

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...