Dieta Anti-Inflamatória

Dieta Anti-Inflamatória

O que é comum com a doença cardíaca, diabetes tipo 2, AVC, doença de Parkinson, doença de Alzheimer e artrite reumatóide? Todos estes problemas de saúde começam com uma inflamação crónica.  A inflamação é o mecanismo de defesa primária do corpo contra os invasores nocivos como microorganismos e alergenos. É uma reacção localizada pelo sistema imunitário à lesão, infecção ou irritação. Os principais sintomas da inflamação são o inchaço, vermelhidão e dor. Às vezes, também pode haver perda de função, como no caso da artrite reumatóide. A inflamação crónica pode aumentar o risco de várias doenças, como doenças cardíacas, acidente vascular cerebral, diferentes tipos de cancro como o de cólon, fígado, esófago, mama, e várias doenças auto-imunes como a lúpus, artrite reumatóide e esclerose múltipla. Geralmente, a inflamação é tratada com diferentes medicações anti-inflamatórias, como esteróides ou  anti-inflamatórios não esteróides. No entanto, existem certos alimentos que possuem propriedades anti-inflamatórias. Estes alimentos ajudam a prevenir muitos problemas de saúde relacionados com a inflamação.
Dieta Anti-Inflamatória

Tabela de Conteúdos

Dieta anti-inflamatória: Uma Visão Geral

Ao começar com a dieta anti-inflamatória, lembre-se sempre que existem certos alimentos como a chamada comida lixo (Junk food) têm efeitos pró-inflamatórios. Isso significa que, tais alimentos podem aumentar a inflamação e a dor. Por isso, precisa excluir estes alimentos da sua dieta. Por outro lado, a sua dieta deve ser rica em alimentos que possuem propriedades anti-inflamatórias, como vegetais frescos, frutas, nozes e peixes.

Alimentos a evitar

Deve evitar as fast foods muito em voga nos dias de hoje, açúcar  e carnes com alto teor de gordura. Carnes processadas, como salsichas resultantes de produtos químicos como os nitritos, que aumentam o risco de inflamação e doenças crónicas. Alimentos ricos em açúcar também podem causar obesidade, inflamação e doenças como a diabetes. Portanto, deve evitar alimentos ricos em açúcar como doces, bebidas não alcoólicas gaseificadas e cereais pré-açucarados. Certos produtos hortícolas, incluindo berinjela, tomates, batatas e outros vegetais pertencentes à família das solanáceas, podem piorar a dor da inflamação. Alimentos a serem excluídos da dieta anti-inflamatória são as fast food, alimentos processados, alimentos congelados e enlatados, açúcares, adoçantes artificiais, carne haverem, carne de porco, pão branco e massas.

Alimentos Anti-inflamatórios

A sua dieta diária deve incluir um equilíbrio de proteínas, carboidratos, gorduras, fibras e nutrientes essenciais como vitaminas, minerais e aminoácidos. Pode obter todos estes nutrientes através de vegetais frescos, frutas, óleos, grãos, carnes, peixes, laticínios, sementes e nozes. Incluir sempre gorduras saudáveis, como as gorduras monoinsaturadas na dieta. A dieta anti-inflamatória recomenda gorduras como o óleo de coco, óleo de linhaça, azeite extra-virgem e óleo de peixe ómega-3. Pode comer legumes frescos, como brócolos, repolho, pimentão, bolbos de de erva-doce, couve de Bruxelas, feijão verde, alho, espinafre, couve, alho francês e batata doce. Frutas como maçã, limão, abacate, mamão, uvas, laranjas, morangos e amoras também possuem propriedades anti-inflamatórias. Esses legumes e frutas são ricos em anti-oxidantes, bem como vitaminas como A, C e E. Eles podem efetivamente reduzir a inflamação.
Deve incluir algumas especiarias e ervas como canela, manjericão, cravo, salsa, alecrim, hortelã, tomilho e açafrão na sua dieta. Nozes e sementes como amêndoas, nozes, avelãs, linhaça e sementes de girassol, bem como cereais, como aveia, trigo e cereais integrais também são conhecidos por terem propriedades anti-inflamatórias. Peixes como salmão, bacalhau, atum, sardinha, truta arco-íris e ostras também são eficazes para prevenir a inflamação. Peixes como o salmão são uma rica fonte de ômega-3, os ácidos gordos essenciais, que são gorduras anti-inflamatórios. Consuma pelo menos 6-8 copos de água diários. Também pode consumir sumos de frutas/vegetais frescos, leite de baixo teor de gordura  e chás de ervas.
A dieta anti-inflamatória fornece uma série de benefícios e melhora a saúde geral e bem-estar. Ao mudar para esta dieta, vai experimentar que a sua digestão melhorou, a dor da artrite diminuiu, diminuição dos níveis de colesterol e triglicerídeos, bem como um alívio dos sintomas do transtorno bipolar e depressão.
Uma dieta anti-inflamatória equilibrada com bastante descanso, exercícios regulares e manter um peso saudável pode ajudar a controlar os efeitos nocivos da inflamação e prevenir uma série de problemas de saúde relacionados.
4

Sem comentários

Escrever um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este artigo foi útil?

Então subscreva a nossa newsletter para receber novos artigos comodamente no seu email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...

Os seus dados estão seguros connosco. Veja a nossa Política de Privacidade.