Truques para não abandonar a dieta

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

truques para não abandonar a dieta

Truques para não abandonar a dieta. Quando entramos em dieta, não temos muitas vezes em conta que é complicado continuar com o mesmo entusiasmo inicial durante vários dias. Chega um momento em que a comida é uma tentação, e não é exactamente a comida dietética: chocolates, fast food e fritos apresentam-se à nossa frente e são uma tentação para abandonar a dieta e quebrar a nossa vontade.

Se quer realmente perder esses quilos a mais e manter-se no caminho certo não perca estes truques que lhe propomos para continuar a sua dieta sem demasiado esforço:

 

  1. Evite ir ao supermercado com fome, pois você pode cair em tentação e acabar por experimentar e até comprar o que não deve. Faça as compras depois das refeições.
  2. Não deixe em casa alimentos que engordem, pois quando bater aquela ansiedade ou a fome, certamente você vai escolher os mais calóricos.
  3. Se tiver crianças em casa, não deixe biscoitos, doces e chocolates à vista. Guarde tudo em armários altos, para evitar que elas, e você também, fiquem beliscando.
  4. Não salte o pequeno almoço. Mesmo que não sinta fome ao acordar coma, pelo menos, uma fruta e tome um iogurte light. Isso vai fazer com que você fique morta de fome a seguir.
  5. Nunca coma em pé. Nada de pegar uma delícia e ir comendo pela casa. Pare tudo, sente-se e coma em paz. Mesmo que seja um iogurte na hora do lanche.
  6. Demore a comer (use uma colher ou garfo pequenos), saboreie cada pedaço. Isso vai dar a sensação de que você comeu mais.
  7. Troque o prato grande pelo de sobremesa. Assim, não somente as doses diminuem, como a ingestão de alimentos também. E o prato parece cheio…
  8. Pratos magros também podem ser saborosos, e ter boa aparência. Prepare uma refeição bela, com várias opções de legumes e verduras, para ter prazer à mesa.
  9. Nunca leve as travessas para a mesa. Se elas ficarem mais longe, será mais fácil controlar aquela persistente vontade de repetir. Nunca repita.
  10. Levante-se da mesa imediatamente após a refeição. É um jeito de você não correr o risco de ficar beliscando enquanto conversa.
  11. Inicie o almoço e o jantar com um belo prato de folhas verdes. As fibras desses alimentos farão com que você sinta menos fome ao comer o resto.
  12. Quando você fica muitas horas sem comer, o cérebro entende que não há comida e entra em regime de economia, baixando a taxa metabólica, ou seja, gasta menos calorias. Ou seja, é pior se não comer nada.
  13. Dê intervalos de três a no máximo quatro horas entre as refeições. Isso ensina o corpo a sentir fome só nos horários determinados.
  14. Se sentir fome nos intervalos tente, em vez de comer, beber um copo de líquido. Não confunda fome com sede. Tome água, limonadas, sumo naturais, sumos light ou diet.
  15. Evite fritos, passe longe dos salgados e de carnes à milanesa ou panados, pois eles são muito oleosos. Em vez de fritar, asse os alimentos.
  16. Escolha um lugar calmo para fazer as refeições. É proibido comer em frente à televisão. Você nem repara que está a comer e vai querer sempre mais.
  17. Se não resistir mesmo, lance mão dos doces de frutas para a sobremesa. Goiabada, marmelada, frutas em calda ou compotas feitos com adoçantes, não têm a gordura dos pudins, bolos ou chocolates.
  18. Para variar a sobremesa, bata gelatina diet com iogurte desnatado. Fica um doce delicioso e magro, pois não tem a gordura do creme de leite.
  19. Na hora do lanche, que tal uma sandes light de queijo magro e peito de peru? Ele tem hidratos de carbono complexos e proteínas magras, que vão auxiliar a se sentir saciada por mais tempo.
  20. O metabolismo nocturno é mais lento: faça uma refeição leve, diminuindo os hidratos de carbono. Dê prioridade ao consumo de legumes e proteínas magras.
  21. Não confunda fome com vontade de comer. A ansiedade pode levá-la a esse erro. Pergunte-se o que sente realmente. E haja conforme a resposta.
  22. Coma devagar. Dê tempo para o organismo accionar os mecanismos de saciedade. Entre uma garfada e outra, repouse os talheres na mesa.
  23. Troque o diet por light. A versão dietética em alguns alimentos tem só restrições de açúcar, mas a light tem redução de gordura e também de calorias.
  24. Coma mais fibras. Além de benéficas para o organismo, elas saciam por mais tempo, porque absorvem líquidos e favorecem o fluxo intestinal.
  25. Realize trocas espertas: é muito mais nutritivo e menos calórico comer duas laranjas do que beber um copo do sumo da fruta.
  26. Evite hidratos de carbono refinados, com farinha de trigo branca como pães e massas. Além de não terem fibras, eles aumentam o índice glicémico, dando logo fome. Troque-os por outros integrais.
  27. Controle-se diante das tentações. Mas se um dia não conseguir, troque a refeição pelo doce pecado. Só não faça isso com regularidade, pois pode causar um desfalque de nutrientes.
  28. No happy hour, opte por aperitivos light: queijo branco em cubos com molho inglês e orégãos, cenoura, salsa ou erva doce no palito, só com shoyu e raspas de gengibre fresco.
  29. Para acompanhar o aperitivo, substitua a cerveja por sumo de tomate temperado feito com água gaseificada e rodelas de limão ou laranja. E sal.
  30. Quando receber os amigos, ofereça este paté com torradas: bata 500 gr de ricota com 1 iogurte desnatado até obter a consistência de paté e junte ervas a seu gosto (salsa, hortelã, etc.).
  31. Não é porque você está de dieta que vai deixar de sair para jantar ou ir a uma festa. O segredo: antes de sair coma um prato de salada verde ou um prato de sopa de baixas calorias. Você comerá menos.
  32. Na festa com os amigos, dê preferência aos salgados assados como empadas, canapés e sandes. Eles são a melhor opção. Evite os fritos.
  33. Para a fome de madrugada: um pote de iogurte light ou uma maçã com casca. Se preferir, uma laranja. Bom seria já deixar a laranja descascada e cortá-la ao meio na hora de comer.
  34. Para ir ao restaurante sem pôr o regime a perder, dispense as normais entradas. Entrada: beringela com limão e salada. Na hora do prato quente, passe longe dos molhos branco e de queijo.
  35. Use e abuse dos condimentos: azeite balsâmico, limão, alho, pimenta, estragão, salsa, gengibre, louro, hortelã, cominhos, tomilho, alecrim, alcaparras. Eles são sabor sem calorias.
  36. Tenha sempre em casa frutas, iogurte magro e light, gelatina diet, pão integral light, queijo branco magro e biscoitos integrais para a hora do lanche.
  37. Procure alimentar-se com legumes e verduras cozidas e carne magras grelhadas, cozidas ou assadas. Assim você resguarda também a saúde.
  38. Evite adicionar gordura animal como manteiga, torresmos e bacon aos alimentos, porque além de calóricos, eles estão cheios de colesterol.
  39. Use gorduras de origem vegetal. Azeite, óleos como os de linhaça e de canola: eles têm muitas calorias, mas são saudáveis.
  40. Um princípio básico: se você come mais calorias do que gasta, vai engordar, e se come menos do que gasta, vai emagrecer. Uma economia aqui e ali contribui para a manutenção do peso perdido.
  41. Procure manter um registo diário da sua alimentação. Esse registo pode ajudá-lo a emagrecer, pois força você a se defrontar com as suas escolhas. E a corrigi-las.
  42. Fundamental: Faça diariamente, uma actividade física. A prática regular auxilia no emagrecimento ao queimar as calorias em excesso que, de outra forma seriam armazenadas no seu corpo.
  43. O exercício aeróbico é o grande aliado na perda de peso. Portanto, inclua-o na sua rotina. Pode ser 30 minutos de caminhada ou bicicleta, todo dia ou, no mínimo, três vezes por semana.
  44. O sucesso de uma dieta depende de metas sensatas. Traçar objectivos irreais, como perder 10 kg num mês, além de não ser saudável pode ser frustrante.
  45. Regra que vale para a maioria das pessoas acima do peso: emagreça devagar. Para ter êxito, não exceda a perda de 900 gramas por semana.
  46. Não se sinta culpada se um dia comeu demais e, claro, não desista de emagrecer só por isso. Compense no dia seguinte, comendo menos ou fazendo mais exercícios. Nada como um dia depois do outro!
  47. As escapadelas da dieta não podem ser constantes: porque, se forem constantes, deixam de ser escapadelas e tornam-se rotina.
  48. Fique a saber e acredite: é mais fácil manter-se no regime quando a ementa é balanceada e até um pouco liberal do que uma dieta demasiado rígida.
  49. Se fugiu da dieta, paciência. Fazer jejum no dia seguinte pode levar à perda de controle. Com a reeducação alimentar o emagrecimento pode ser mais lento, porém será duradouro.
  50. Existem várias formas de não descontar a insatisfação na comida. Mexa-se. Durante os exercícios, o corpo libera endorfinas, que diminuem a ansiedade. Meditação e ioga, também são excelentes no controle do stresse.

Deixe o seu comentário