Reflexologia: Benefícios Para a Saúde

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

reflexologia

A reflexologia é a aplicação de pressão sobre pontos específicos localizados nos pés, nas mãos e nas orelhas.

A reflexologia considera que estas áreas e pontos reflexos correspondem a diferentes órgãos do corpo e sistemas, e que pressioná-las da forma adequada tem um efeito benéfico sobre a saúde.

Embora a reflexologia não se utilize para diagnosticar ou curar problemas de saúde, há milhões de pessoas que a utilizam como complemento de outros tratamentos que tentam curar determinadas condições como a ansiedade, asma, cancro, problemas cardiovasculares, diabetes, dores de cabeça, síndrome pré-menstrual e sinusite.

 

Onde estão os pontos e áreas da reflexologia?

Segundo a teoria da reflexologia, os pontos e áreas localizados nos pés, nas mãos e nas orelhas correspondem a órgãos específicos, ossos e sistemas do corpo.

Existem mapas dos pontos reflexos que foram transmitidos entre os profissionais de todo o mundo. Há também documentação científica sobre o vínculo entre a pele e os órgãos internos.

Um bom exemplo de um mapa de reflexologia é o que existe para os pés. Cada pé representa um meio vertical do corpo:

reflexologia mapa pés

O pé esquerdo corresponde ao lado esquerdo do corpo e todos os seus órgãos, válvulas, etc.

O pé direito corresponde ao lado direito do corpo e todos os órgãos deste lado. Por exemplo, o fígado está no lado direito do corpo e a sua área reflexa fica no pé direito.

O trabalho do reflexologista é libertar o congestionamento ou o stress do sistema nervoso e equilibrar a energia do corpo.

 

Origens da reflexologia

A reflexologia é uma prática antiga, pelo que não é muito fácil de saber qual a sua origem exata. Pensa-se que a reflexologia terá sido transmitida por tradição oral, tendo o primeiro registo sido encontrado num pictograma do túmulo egípcio de Ankhamor, o “Médico” egípcio, datado de 2330 antes de Cristo.

Símbolos desta prática também foram encontrados mais tarde nos pés das estátuas de Buda, na Índia e na China.

Pensa-se que Marco Polo terá traduzido um livro de massagens do chinês para o italiano no ano de 1300, introduzindo assim a reflexologia e as massagens na Europa.

Nos Estados Unidos, o doutor William H. Fitzgerald, também conhecido por “pai da reflexologia”, escreveu em 1917 sobre o tema. Posteriormente o Dr. Shelby Riley desenvolveu um mapa das zonas horizontais do corpo, e um mapa detalhado dos pontos reflexos dos pés e das mãos.

Anos depois, Eunice Ingham, fisioterapeuta que trabalhou para Riley, desenvolveu os mapas dos pés que ainda são usados actualmente.

 

Benefícios da reflexologia

A reflexologia ajuda a restabelecer o equilíbrio e a harmonia no corpo e liberta a tensão.

Muitas pessoas descrevem uma profunda sensação de relaxamento e um aumento da energia após as sessões.

Alguns estudos específicos mostraram que a reflexologia pode reduzir a dor e a ansiedade, diminuir os sintomas pré-menstruais, e reduzir a fadiga e as insónias.

 

Como funciona a reflexologia?

A teoria diz que a reflexologia trabalha com o sistema nervoso central, ou seja, diversas investigações dizem que existe uma relação neurológica entre a pele e os órgãos internos, e que todo o sistema nervoso se adapta a um estímulo.

Segundo a teoria, a aplicação de pressão nos pés, nas mãos ou nas orelhas envia uma mensagem de calma para o sistema nervoso central, que por sua vez, envia um sinal ao corpo para ajustar os níveis de tensão. Isto melhora o relaxamento total assim como o funcionamento do corpo, aumentando também o fornecimento de sangue.

 

Fonte: University of Minnesota

loading...

Deixe o seu comentário