Os verdadeiros perigos do telemóvel

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

Os verdadeiros perigos do telemóvel. O debate em torno dos potenciais problemas de saúde que podem ser causados pelo uso de telemóveis continua mais forte que nunca. Segundo alguns cientistas os efeitos da radiação podem causar diversos problemas de saúde, mas o consenso parece ser de que ainda é cedo para tirar conclusões e que mais estudos necessitam de ser realizados até obtermos algumas certezas.

Podemos no entanto estar informados sobre os riscos já conhecidos dos telemóveis, quer directamente para a saúde, quer para o nosso bem-estar geral.

 

Os telemóveis e o cancro

O maior receio é de que os telemóveis sejam responsáveis a longo prazo pelo desenvolvimento de tumores, mas é necessário deixar claro que neste momento não existem estudos que apontem para uma correlação directa entre telemóveis e o aumento de casos de cancro.

É no entanto inegável que o uso prolongado de telemóveis provoca uma absorção por parte do corpo das radiações electromagnéticas que podem prejudicar a saúde a longo prazo. O grande problema destas teorias é o facto dos seres humanos usarem os telemóveis há pouco tempo, o que impossibilita que sejam feitos grandes estudos sobre as suas possíveis consequências a longo prazo.

 

telemóvel

Outros problemas de saúde

Mais uma vez os resultados não são sempre significativos, o que coloca algumas dúvidas relativamente as estes efeitos, mas há cientistas que associam o uso de telemóveis a sintomas indirectos, como dores de cabeça, sensações de vertigem ou zumbidos que podem originar náuseas.

É também possível que o uso diário e frequente de telemóvel possa influenciar as fases de sono aumentando a as frequências associadas à vigília, ou seja, o sono torna-se mais superficial, o que faz com que a pessoa não descanse o suficiente e se sinta mais cansada no seu dia-a-dia.

 

Perigos indirectos

Nem todas as consequências negativas são para a saúde física. O uso de telemóveis em certas situações pode ter outras consequências negativas.

A situação mais óbvia é conduzir e falar ao telemóvel, que tal como se sabe é uma das principais causas de acidentes de viação. Existem kits de mãos livres que podem evitar estas situações.

Existe também o perigo de vício, principalmente para os adolescentes e as mensagens de texto. Uma adaptação excessiva a este tipo de comunicação pode ter consequências no desenvolvimento das relações naturais entre os jovens, podendo criar inibições em situações sociais. Nada substitui o contacto directo entre duas pessoas e os telemóveis não podem se o único meio de comunicação.

 

Mais vale prevenir que remediar

Como referimos, os estudos existentes são inconclusivos devido à necessidade de mais tempo, mas quem nos diz que estas suspeitas não se confirmarão no futuro, quando já será tarde demais?

E você costuma ter cuidado no uso do seu telemóvel?

loading...

Deixe o seu comentário