A verdade sobre o óleo de palma. É saudável ou faz mal?

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

óleo de palma

Nos últimos tempos tem havido alguma controvérsia acerca do óleo de palma. Será que faz mal ou é saudável?

Independentemente da polémica, a verdade é que este óleo tem-se tornado cada vez mais popular e está presente em muitos dos alimentos que consumimos diariamente.

Se quer saber mais sobre o óleo de palma, então não perca o resto deste artigo e conheça os factos que o ajudarão a entender melhor qual o problema com este óleo.

 

Origem

O óleo de palma é obtido do fruto de uma palmeira (de nome cientifico Elaeis guineensis), que é originária e muito comum em África e no Sudeste asiático, sobretudo na Indonésia e Malásia. Nessas zonas é consumido cru, mas para o resto do mundo é processado em forma de óleo ou de gordura. Daí que seja usado no processo de fabrico de muitos alimentos com o nome de óleo de palma ou de gordura de palma.

Actualmente este óleo está presente em cada vez mais alimentos que consumimos no dia-a-dia.

 

Produção

Nos últimos anos o óleo de palma quadruplicou a sua produção e são exportadas mais de 62 milhões de toneladas por ano. Os maiores consumidores de óleo de palma são a China, a India e toda a União Europeia.

Mas a coisa não se fica por aqui e, segundo as previsões da OCDE, no ano de 2020 irá representar um terço da produção mundial de todos os óleos vegetais.

oleo vegetal

Onde é utilizado o óleo de palma?

Este óleo pode ser encontrado na composição de cremes de chocolate e avelã para barrar, como por exemplo o creme de Nutella. Para além disso, está presente na pastelaria industrial, em massas, em produtos de limpeza, em alimentos pré-preparados, em produtos cosméticos e em molhos como por exemplo ketchup.

 

Saúde

O óleo de palma já se sabe que é um problema cada vez maior para a natureza e para os ecossistemas nos países que têm plantações extensas de palmeiras Elaeis guineensis, pois as plantas naturais são cortadas para dar lugar às plantações.

Mas, para além disso, também os nutricionistas desaconselham por completo o consumo deste tipo de óleo. Trata-se de um produto com um elevado teor de gorduras saturadas que provocam um aumento dos níveis de colesterol, para além de causarem diversos danos ao sistema cardiovascular. Alguns estudos referem que pode haver uma relação entre o consumo exagerado de óleo de palma e o aparecimento de cancro.

Antes de comprar qualquer produto, é muito importante ler a etiqueta para saber se tem ou não óleo de palma. Se quiser certificar-se melhor, já existem aplicações que o podem ajudar em poucos segundos a verificar se existe óleo de palma na composição desse produto. Temos, por exemplo, a POI Scanner App ou a Palm Oil Detector para scanear o código do produto em questão. Desta forma podemos saber se os produtos são saudáveis ou prejudiciais porque têm óleo de palma na sua composição.

Espero que tenha entendido um pouco melhor o problema do óleo de palma. A verdade é que a maioria dos entendidos na matéria tem a mesma opinião. Ou seja, que pode ser mau para a saúde se for consumido de forma habitual. Por outro lado, também é preciso não criar um medo desmedido em relação a este óleo, porque basta olhar com mais atenção para a composição dos produtos e descartar aqueles que contêm óleo de palma. Por fim, é de referir que deve seguir uma alimentação saudável e equilibrada, pois só assim poderá ter uma saúde de ferro.

loading...

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...