O mangostão

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

mangostão

O mangostão é uma fruta muito apreciada tanto pelo seu rico sabor, como pelo seu conteúdo em antioxidantes e outros nutrientes pouco habituais.

 

O que é o mangostão?

O mangostão (Garcinia mangostinoa ) é uma árvore tropical (pode ter 10 a 25 metros de altura) originário da Indonésia. É uma fruta coberta com uma pele muito dura. Consome-se apenas o interior que tem a forma de dentes brancos (como se fossem dentes de alho). Tem um sabor delicioso.

 

Propriedades do mangostão

As indicações, benefícios ou propriedades do mangostão são muitas e embora o consumo desta fruta nos possa trazer estes benefícios também é certo que a maioria dos estudos foram levados a cabo apenas com o extracto metanólico do pericarpo (onde há mais xantonas) ou com o extracto da fruta inteira (casca e interior).

  • Alergias: o extracto de mangostão contém umas substâncias denominadas alfa-mangostão e gama-mangostão que inibem a libertação de histamina e a síntese de prostaglandina E2 (combatendo assim a inflamação)
  • Anti-inflamatório: as xantonas são as causadoras do seu efeito anti-inflamatório. Pode, por isso, ajudar na maioria dos processos inflamatórios (artrite, reumatismos, dores musculares, etc.)
  • Antioxidante: graças às suas catequinas o mangostão destaca-se pela sua grande capacidade antioxidante. Isto torna-a ideal contra o envelhecimento e qualquer processo degenerativo. As doenças cardiovasculares também podem ser melhor combatidas porque o consumo desta fruta dá mais elasticidade aos vasos sanguíneos, oque dificulta a oxidação das gorduras (evitando que se convertam em colesterol). Ajuda assim a reduzir o colesterol e a evitar acidentes cardiovasculares.
  • Antidiabético: de grande utilidade em casos de diabetes do tipo II, porque favorece a regulação da glicose e diminui a resistência à insulina. Pode ajudar em casos de hipoglicemia.
  • Adelgaçante: ao regular a glicose e os ataques de ansiedade por comida, torna mais fácil seguir uma dieta. Este efeito saciante faz torna-o recomendável em casos de obesidade.
  • Energizante: aumenta os níveis de energia sem ser uma fruta excitante pelo que é bom para casos de astenia ou fadiga crónica.
  • Fortalece o sistema imunitário: o extracto de mangostão está a ser submetido a muitas pesquisas pois parece inibir o crescimento de alguns tipos de cancro. Pode ser útil para a melhoria das nossas defesas contra os vírus e bactérias presentes em vários tipos de infecções. Também funciona como antipirético pois ajuda a baixar a febre.
  • Em problemas respiratórios: costuma ser uma boa ajuda nas infecções respiratórias recorrentes e até mesmo em casos mais sérios, como por exemplo a asma e a tuberculose, graças ao seu efeito anti-inflamatório fortalecedor do sistema imunitário.
  • Para problemas do sistema nervoso: graças ao seu efeito anti-inflamatório e antioxidante e por ter triptofano, pode ajudar em casos de ansiedade, desânimo e até mesmo em nalguns casos de Alzheimer (em estado inicial) ou de falta de memoria.
  • Anti-inflamatório digestivo: ideal para casos de inflamação crónica dos intestinos e do estômago (excesso de acidez, refluxo, etc.)
  • Problemas de pele: os seus benefícios provêm dos seus efeitos antioxidantes, anti-inflamatórios e microbianos. Alguns especialistas aconselham o mangostão em casos de dermatite, psoríase, excesso de gordura e fungos na pele.

 

Informação nutricional do mangostão

Esta fruta destaca-se por ser muito rica em princípios activos pouco habituais:

  • O mangostão destaca-se principalmente pela sua quantidade de xantonas que são fitonutrientes com uma enorme capacidade antioxidante que nos ajuda a combater os radicais livres evitando os danos nas células. Embora a parte comestível do mangostão também contenha xantonas, a verdade é que o maior conteúdo está na sua casca (não é comestível pois é um pouco fibrosa). Entre os muitos tipos de xantonas que contém, destaca-se pela sua eficácia a alfa-mangostina (antioxidante) e a gama-mangostina (alguns estudos estão a analisar a sua efectividade contra o vírus da Sida). A xantona Garcinone E está a ser estudada na luta contra tumores e cancro.
  • O mangostão é rico em ácido hidroxicítrico (AHC) que previne a formação de colesterol.
  • Quinonas e Fenóis (contra fungos, bactérias e vírus).
  • Estilbenos e Catequinas (antioxidantes).
  • O mangostão tem ainda fibras, cálcio, fósforo, potássio, vitamina C e vitaminas do complexo B.

 

Precauções a ter com o mangostão

Precisamente pela sua grande riqueza em nutrientes tão particulares, é necessário ter algumas precauções:

  • As pessoas diabéticas devem verificar se os seus níveis de glicose baicam demasiado ou se se alteram de alguma forma.
  • As pessoas que sofrem de inflamação aguda devem começar tomando poucas quantidades e ir aumentando aos poucos.
  • Cuidado quando estiver a tomar anticoagulantes (perguntar ao médico ou especialista).
  • Verificar também se estas contra-indicações são observadas quando se toma o mangostão em extracto ou em concentrados que incluam a sua casca.
loading...

8 Comentários

  1. Patricia
  2. Lívia Lopes
  3. gabriela pazete
  4. cristina vieira

Deixe o seu comentário