10 Curiosidades sobre a gripe

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

gripe

Acredita que sabe tudo sobre a gripe porque já sofreu as consequências na própria pele? Então talvez este artigo o possa surpreender porque tem algumas curiosidades sobre esta doença infecciosa provocada por um vírus que é melhor manter longe de nós.

As epidemias anuais de gripe são uma ameaça grave à Saúde Pública e estão associadas a elevada morbilidade e mortalidade. O ECDC estima em cerca de 40000 o número anual de mortes prematuras na União Europeia devido a complicações da gripe e que cerca de 90% dessas mortes ocorre em indivíduos com mais de 65 anos de idade, particularmente nos que têm doenças crónicas.

Por cada óbito reportado por gripe há muitos mais que resultaram de complicações da doença cuja gravidade e tipo de infecção dependem também das características do vírus circulante, que varia de ano para ano.

A gripe pode causar graves fenómenos vasculares cerebrais e morte em doentes com doenças crónicas. A OMS estima que em todo o mundo ocorram anualmente cerca de 3 a 5 milhões de casos graves de gripe e de 250000 e 500000 óbitos. Os casos mais graves requerem, habitualmente, tratamento em Unidades de Cuidados Intensivos.

 

Quando aparece?

Nas regiões tropicais do planeta existe durante todo o ano, mas no hemisfério onde nos encontramos apenas está presente durante a época do ano com temperaturas mais baixas.

 

Conselhos para evitar o contágio

A gripo transmite-se por via aérea, pelo que se recomenda tossir ou espirrar tapando a boca. Também é importante lavar as mãos.

virus da gripe

É desconhecida a origem da gripe

Alguns defendem que tudo começa devido às aves aquáticas selvagens, que espalham o vírus entre as outras espécies animais. Tal como as quatro pandemias já vividas durante o século XX, há muito poucas certezas sobre a origem da gripe.

 

Células de fácil multiplicação

O principal problema da gripe é a facilidade de multiplicação das células do vírus. Qualquer pessoa precisa de um antiviral para curar esta doença. Não é o mesmo que um resfriado, que pode ser curado graças ao trabalho de um sistema imunitário saudável.

 

Pessoas que se devem vacinar

O vírus da gripe é especialmente perigoso em pessoas com mais de 65 anos, grávidas ou com problemas de saúde como a SIDA, o cancro ou doenças crónicas. As crianças também se devem vacinar porque são os que a propagam com mais facilidade.

 

 

Não existe uma vacina universal

Os especialistas já trabalham há muito tempo neste ponto, mas actualmente não podemos dizer que exista uma vacina universal para combater a gripe com eficácia. A eficácia actual protege cerca de 60% das pessoas vacinadas.

vacina da gripeExpansão controlada

Sabe-se que a gripe bate à nossa porta no inverno. Nesta altura são realizados imensos seguimentos de pacientes voluntários. Desta forma é possível saber como evolui a infecção para actuar a tempo.

 

Os ovos de galinha

Ovos de galinha? Sim! É assim que são fabricadas milhares de vacinas, embora hoje em dia também sejam utilizadas células de insectos e de mamíferos.

 

Os dois “partidos” da gripe

Por um lado os cientistas do Scientists for Science e, por outro, os do Cambridge Working Group. Os primeiros trabalham em novos patogénicos que sejam letais e contagiosos para criar a melhor vacina possível, enquanto os segundos temem que os vírus escapem do laboratório, motivo pelo qual têm lutado para que não prosperem esses ensaios perigosos.

 

A Internet é muito útil

Graças às pesquisas de muitas pessoas na Internet é possível detectar os surtos de gripe com uma ou duas semanas de antecedência. Estes dados ajudam os médicos a prepararem-se melhor para combater a gripe.

loading...

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...