Como enfrentar a fobia social

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

fobia social

A fobia social é um medo irracional e persistente a situações sociais ou actuações em público como falar, comer, beber, escrever, etc.

Na fobia social também há o medo de conhecer novas pessoas por temor de actuar de modo humilhante ou embaraçoso e ser julgado pelos outros.

Por exemplo a pessoa que tem medo de falar em público acredita que os outros pensam que a sua voz e mãos estão a tremer, que por vezes as palavras não saem ou que vai ficar bloqueado.

 

Sintomas da fobia social

A exposição a estas situações produz ansiedade. Os sintomas mais comuns de fobia social são taquicardia, corar, sudação, náuseas, tremores e gaguez.

As pessoas que sofrem deste tipo de transtorno têm dificuldades para encontrar par ou amigos, evitam ir a reuniões sociais, ou quando vão, ficam escondidos num canto em silêncio.

 

Tipos de fobia social

Específica: quando se refere a estímulos concretos. Por exemplo: a pessoa tem medo de comer ou beber em público

Generalizada: quando se evita todo o tipo de reuniões sociais. O simples facto de assistir a um evento provoca ansiedade e tenta-se evitar isso a todo o custa.

As pessoas que sofrem deste problema também podem apresentar problemas associados, como ser demasiado susceptíveis a críticas e à rejeição, fazem uma avaliação negativa de si mesmos e têm uma baixa auto-estima.

 

Causas da fobia social

A fobia social é um transtorno de ansiedade que normalmente aparece a meio da idade adulta, embora em certas ocasiões possam haver alguns antecedentes de timidez na infância. Pode aparecer de forma brusca por via de uma experiência humilhante ou de forma lenta, e se não for tratado de forma adequada pode durar toda a vida.

 

Técnicas de ajuda

Tratamento de conduta e terapia de exposição: consiste em colocar a pessoa ao estimulo que provoca a ansiedade até que se comece a perder progressivamente.

Treino de habilidades sociais para que a pessoa se sinta mais cómoda na presença de outras pessoas em diferentes situações sociais.

Terapia cognitiva: ajuda a entender e a corrigir os pensamentos que causam a ansiedade.

Diminuir o nível de exigência perante as diferentes situações da vida pessoal e laboral e aprender a ver as coisas de um ponto de vista mais positivo.

As técnicas de respiração e relaxamento são também válidas para aprender a ter controlo sobre si mesmo perante qualquer situação que gere ansiedade e insegurança.

 

Florais de Bach

Aspen: diminui o medo e dá confiança.

Rock Rose: ajuda a conservar a calma em momentos difíceis.

Larch: é recomendada para pessoas que antecipam o fracasso pois acreditam que não são suficientemente boas.

Mimulus: adequada em casos de medos e fobias (falar em público, medo aos exames ou a ser avaliado, etc.)

 

Plantas para a fobia social

Valeriana: ajuda a relaxar o sistema nervoso central e a diminuir a ansiedade que provoca a fobia social.

Melissa: tem propriedades sedativas e reequilibrantes do sistema nervoso.

Passiflora: actua como um ansiolítico suave e baixa os níveis de ansiedade.

Lavanda: relaxa o sistema nervoso, reduz a ansiedade e diminui as palpitações e a taquicardia provocadas pela fobia social.

loading...

5 Comentários

  1. Suzana
  2. Sandra da Silva
  3. josemir pereira dos santos

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...