Fitoterapia – As plantas curam

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

as plantas curam

Fitoterapia – As plantas curam. O recurso a plantas para o tratamento de muitas doenças ainda é muito vezes apelidado de mesinhas caseiras ou até mesmo mitos urbanos mas o facto é que cada vez mais se tem vindo a recorrer a este tipo de medicamento natural para a cura de muitas mazelas. O facto é que as plantas curam mas a toma deste tipo de plantas deve ser tão cuidada ou mais do que tomar um medicamento da farmácia, pois pode ser perigoso quando tomado em excesso. Geralmente isto acontece com a auto-medicação, esta também cada vez mais praticada devido ao elevado preço de alguns medicamentos e ao baixo rendimento familiar.

Mas o que pode ser um perigo, também poderá vir a ser uma cura, mas antes disso, este tipo de plantas deve passar por um processo de conhecimento e estudo antes de serem tomadas, serve isso para verificar a pureza e as variantes medicinais das mesmas.

Contudo a falta de regularização destes estudos leva à toma não vigiada e o que pode levar a ter sérios problemas de saúde quando se pretende exactamente o contrário. Uma empresa deste ramo criou algumas regras que levam a que os fabricantes comprovem os efeitos deste tipo de medicamento natural com recurso a plantas para que depois de testadas possam vir a ser aprovadas. Com isto a redução de perigos para o humano é naturalmente menor e assim sim se conhecerão as principais vantagens da planta e os seus possíveis efeitos secundários, as plantas curam, sim, mas não esquecer que este tipo de plantas vão reagir com o nosso organismo, e, como em todos os medicamentos, as contra indicações devem ser bem estudadas e aprofundadas.

Para que as plantas possam vir a ser medicamentos prescritos e seguros têm de passar então por 4 fases. Entre elas: A fase da botânica para que a planta seja identificada, a fase da farmacêutica para que as propriedades e características da planta sejam identificadas, a etapa biológica onde são feitos os principais testes e por fim a etapa clínica, aqui onde é o passo mais crucial, pois é neste último passo em que o medicamento é testado em pessoas.

Contudo, e na generalidade, estas plantas medicinais apresentam elevadas taxas de sucesso e com menos contra indicações quando comparadas com alguns medicamentos comercializados no mercado. Uma das suas principais vantagens é também o seu baixo custo o que possibilita assim um alcance maior por parte de muitas famílias, principalmente, as carenciadas, que apesar disso, têm direito a ter uma saúde tratada e vigiada.

A administração deste tipo de plantas também é vasta. Estas podem ser feitas como infusões, sumos, cozinhadas, por inalação ou até mesmo pelo bochechar.

As plantas no mundo são também importantes em 3 aspectos principais: as plantas alimentam, curam e ajudam a purificar o ar através do processo de fotossíntese.

Antes de tomar qualquer tipo de planta aconselhe-se com pessoas experientes ou então tome as que já foram previamente estudadas para evitar assim possíveis complicações para a sua saúde e aumentando assim o seu bem-estar, e lembre-se, as plantas curam.

Deixe o seu comentário