Doenças causadas por fungos em seres humanos

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

Há várias doenças causadas por fungos em seres humanos. Os fungos vivem no ar, no solo, nas plantas, na água, etc. Embora muitos sejam inofensivos, outros podem provocar sérios problemas de saúde. Os fungos reproduzem-se facilmente e podem infectar de diversas formas, pelo que para prevenir o seu aparecimento ou para saber como os tratar, é importante conhecer os que são mais frequentes.

Doenças causadas por fungos em seres humanos

Doenças causadas por fungos : Pé de atleta

O pé de atleta é um tipo de infecção por fungos que (como se deduz pelo seu nome) afecta os pés. É mais comum durante o verão em consequência do calor e do suor, apesar de também ser bastante frequente em desportistas durante todo o ano.

O pé de atleta caracteriza-se por provocar uma erupção cutânea avermelhada na zona infectada, com ampolas e inflamação, e produzindo uma comichão intensa. Costuma aparecer na planta do pé, e sobretudo entre os dedos dos pés porque ali existe um ambiente húmido que propicia o desenvolvimento deste tipo de fungo. Pode vir a estender-se ao resto do pé e até mesmo às mãos por contacto. Quem sofrer deste problema deve evitar coçar frequentemente porque pode criar feridas, o que pode complicar ainda mais a infecção devido à introdução do fungo no interior do organismo.

Para prevenir o pé de atleta basta mudar alguns hábitos. Por exemplo, deve-se secar bem os pés (especialmente entre os dedos) e evitar andar descalço em zonas de possível contágio (como piscinas ou duches públicos). Também é muito útil utilizar creme hidratante entre os dedos dos pés depois do duche, deixando absorver bem antes de se voltar a calçar. É igualmente importante utilizar calçado bem ventilado, sobretudo durante o verão e mudar de calçado com frequência.

Quando já não for possível evitar deve ser feito um tratamento que pode durar várias semanas em função da gravidade da infecção, e que consiste basicamente na aplicação de uma pomada médica antimicótica.

 

Candidíase

A candidíase é uma infecção vaginal por fungos muito comum. É um dos transtornos ginecológicos que mais leva as mulheres a recorrer à ajuda médica para o seu tratamento.

Há muitos factores que podem provocar o surgimento desta infecção, desde o uso de anticonceptivos orais, até antibióticos, diabetes, menstruação ou gravidez. Outro factor que também pode contribuir para o aparecimento de candidíase é a utilização de roupa sintética apertada pois pode contribuir para o desequilíbrio do Ph da zona vaginal e favorecer o desenvolvimento da candidíase.

Entre os sintomas mais frequentes da candidíase está a comichão, as secreções vaginais esbranquiçadas e os fluxos mais espessos. Outros sintomas são dificuldade em urinar, inflamação da vagina, bem como dores durante as relações sexuais.

Para prevenir esta infecção os especialistas recomendam que não se use roupas muito apertadas e a utilização de roupa interior em algodão. Quando esta estiver húmida deve-se trocar o mais rápido possível. Depois de utilizar o banheiro, deve-se limpar da frente para trás e não aplicar duches vaginais, salvo por indicação médica. Se não puder evitar o seu aparecimento, a candidíase deve ser tratada com antifúngicos e antimicóticos.

Tinha – Fungos em seres humanos

A tinha é uma doença causada por fungos mais frequente nas crianças, embora possa aparecer em qualquer idade e quase em qualquer zona do corpo.

É contágio é feito por contacto e apresenta sintomas como manchas vermelhas com bordas muito definidas, que provocam prurido intenso e que têm uma superfície escamosa. Para além disso, quando afecta a região da cabeça pode provocar uma perda de cabelo na zona afectada enquanto durar a doença. Quando a infecção afecta as unhas, estas mudam de cor e tornam-se mais grossas, podendo-se partir mais facilmente.

Para prevenir a tinha deve-se manter a pele limpa e seca, utilizar champô regularmente (especialmente depois de cortar o cabelo), não partilhar produtos de higiene pessoal como escovas para o cabelo ou pentes, bem como roupa ou gorros. Deve-se utilizar sempre sandálias ou sapatilhas nos ginásios, vestiários e piscinas, e evitar tocar em animais que tenham manchas devido à falta de pêlo. Quando já não puder ser evitada, o médico provavelmente irá recomendar a aplicação de pós, loções ou cremes antifúngicos na zona infectada, bem como a utilização de roupas largas para evitar fricção. Deve-se também lavar os lençóis e a roupa de cama todos os dias enquanto durar a tinha.

Doenças causadas por fungos

Onicomicose

A onicomicose é uma das patologias mais habituais nas unhas e uma das doenças provocas por fungos mais difíceis de tratar. Raramente afecta as crianças, mas é frequente em jovens e muito habitual em idosos.

Caracteriza-se por uma mudança da coloração e/ou engrossamento parcial da unha. Pode ser tratada com a utilização de laser e de fármacos.

Para prevenir o seu aparecimento deve-se ter muito cuidado em zonas húmidas como duches, piscinas, ginásios. E claro, deve-se também evitar trocar calçado e meias com outras pessoas, assim como utensílios para cuidar das unhas. Deve-se manter igualmente uma boa higiene pessoal.

E você já alguma vez teve problemas com fungos? Conhece outros fungos em seres humanos?

loading...

Deixe o seu comentário