Dieta anti-inflamatória para evitar problemas de saúde

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

Dieta anti-inflamatória

Uma coisa comum nas doenças do coração, a diabetes tipo 2, os acidentes cérebro-vasculares, a doença de Parkinson, a doença de Alzheimer e a artrite reumatóide é o facto de todas elas começarem com uma inflamação crónica.

A inflamação é o mecanismo de defesa principal do corpo contra invasores como micro-organismos nocivos e alérgenos. É uma reacção do sistema imunitário à infecção, lesão ou irritação.

Os principais sintomas da inflamação são a vermelhidão, o inchaço e a dor. Por vezes também poderá haver uma perda de função como no caso da artrite reumatóide.

De uma forma geral, a inflamação é tratada com diferentes medicamentos anti-inflamatórios como os esteróides ou medicamentos anti-inflamatórios não esteróides, mas existem. É por isso que hoje vamos falar das bases de uma dieta anti-inflamatória.

 

Bases de una dieta anti-inflamatória

Ao iniciar uma dieta anti-inflamatória, lembre-se sempre que há alimentos, como a “comida rápida” (hambúrgueres por exemplo) que têm efeitos pro-inflamatórios, o que significa que podem aumentar a inflamação e a dor, pelo que se deve excluir estes alimentos da dieta.

Por outro lado, uma dieta deve ser rica em alimentos com propriedades anti-inflamatórias como verduras frescas, frutas, frutos secos e peixe.

 

Alimentos que se devem evitar

Numa dieta anti-inflamatória é preciso evitar a alimentação pouco saudável, a comida rápida, açucares e carnes gordas. Carnes processadas como as salsichas ou cachorros quentes. Os alimentos com muito açúcar que causam obesidade e doenças como a diabetes.

Deve-se evitar alimentos ricos em açúcar, como pasteis, doces, bebidas e cereais pré – adoçados. Algumas hortaliças como beringelas, tomates, batatas e outros vegetais poderão eventualmente piorar a dor da inflamação.

Os alimentos que devem ser excluídos da dieta anti-inflamatória são os alimentos pouco saudáveis, alimentos processados ​​, alimentos congelados e enlatados, açúcares, edulcorantes artificiais, a carne de porco, carne vermelha, pão branco e as massas.

 

Alimentos anti-inflamatórios

Uma dieta diária normal ter um equilibro adequado entre proteínas, hidratos de carbono, gorduras, fibras e nutrientes essenciais como vitaminas, minerais e aminoácidos.

Estes nutrientes podem ser obtidos através de verduras frescas, frutas, azeites, grãos, carnes, peixe, produtos lácteos, sementes e nozes. Pode incluir sempre gorduras saudáveis como as gorduras monoinsaturadas na sua dieta.

A dieta anti–inflamatória recomenda as gorduras como o azeite de coco, azeite de linhaça, azeite de oliveira extra virgem e ómega- 3 do peixe.

Verduras frescas como os brócolos, couves, pimentos, couves de Bruxelas, feijão-verde, alho, espinafres, alho-porro e as batatas-doces.

Frutas como maçãs, limões, abacates, papaias, uvas, laranjas, morangos e as amoras também possuem propriedades anti-inflamatórias. Estas verduras e frutas são ricas em antioxidantes e vitaminas como a A, C e E. Podem reduzir a inflamação.

Aqui ficaram algumas dicas sobre uma dieta anti-inflamatória. Tem algum alimento para juntar a esta lista?

loading...

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...