Cúrcuma: uso, dosagem, propriedades e benefícios para a saúde

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

cúrcumaA cúrcuma é uma planta utilizada como especiaria na cozinha, cuja cor amarela não passa despercebida e que lhe dá uma tonalidade semelhante à mostarda. Mas não serve apenas como ingrediente culinário pois também é utilizada como remédio natural há milhares de anos devido às suas propriedades anti-inflamatórias.

 

Curcumina: o poderoso ingrediente da cúrcuma

Segundo diversos estudos científicos:

  •  A curcumina pode ajudar a minimizar os danos no fígado, de acordo com um estudo experimental da Universidade Médica de Graz, na Áustria.
  • A curcumina inibe o crescimento do cancro da pele, o melanoma e do cancro da mama, segundo estudos realizados na Universidade do Texas.
  • A cúrcuma utilizada no curry que é consumida diariamente na Índia poderá ser uma boa explicação para a baixa taxa de incidência de Alzheimer nesse país, segundo alguns especialistas.
  • A cúrcuma reduziu em 58% a dor e a rigidez em pacientes com osteoartrite do joelho, segundo um estudo realizado em Itália. Houve inclusivamente uma melhoria de 300% do bem estar emocional desses mesmos pacientes.

Em resumo e segundo um artigo publicado na Advanced Experimental Medical Biology, em 2007: “A curcumina demonstrou ter actividade antioxidante, anti-inflamatória, antiviral, antibacteriana, antifúngica, e contra o cancro. Tem por isso um grande potencial na luta contra diversas doenças como a diabetes, alergias, artrites, doença de Alzheimer e outras doenças crónicas”.

 

Uso e benefícios para a saúde

Chamada “a rainha das especiarias”, a cúrcuma tem muitos benefícios para a saúde e até mesmo alguns nutrientes saudáveis como: proteínas, fibra dietética, niacina, vitaminas C, E e K, sódio, potássio, cálcio, cobre, ferro, magnésio e zinco.

Conheça os benefícios do consumo de cúrcuma:

  • Ajuda a prevenir o cancro
  • Alivia as dores da artrite
  • Ajuda no tratamento da diabetes
  • Cura as feridas
  • Ajuda a prevenir a Doença de Alzheimer
  • Melhora a digestão
  • Ajuda a desintoxicar o fígado
  • Ajuda a manter o peso ideal
  • Reduz os níveis de colesterol
  • Fortalece o sistema imunitário

 

Possíveis efeitos secundários

A cúrcuma é relativamente segura quando usada de forma apropriada nos adultos e não costuma causar quaisquer efeitos secundários, embora algumas pessoas possam ter dores de estômago, náuseas, tonturas ou diarreia.

 

Precauções

  • Gravidez e aleitação: Não se recomenda o seu consumo durante a gravidez e a aleitação porque pode colocar em risco a própria gravidez.
  • Problemas na vesícula biliar: Pode piorar os problemas com a vesícula biliar.
  • Doença por refluxo gastro esofágico (DRGE): Pode causar dores no estômago em algumas pessoas.
  • Cirurgia: Pode retardar a coagulação sanguínea e provocar sangramento adicional.

 

Dosagem recomendada

Fale primeiro com o seu médico antes de começar a tomar cúrcuma como remédio natural.

Por via oral:

  • Para a indigestão (dispepsia) recomenda-se tomar 500 mg de cúrcuma, 4 vezes ao dia.
  • Para a osteoartrite recomenda-se tomar 500 mg de extracto de cúrcuma, 2 vezes ao dia.
  • Para a artrite reumatóide aconselha-se tomar 500 mg de cúrcuma, 2 vezes ao día.

 

Como sempre, recomendamos que consulte o seu médico. A informação deste artigo tem uma função meramente informativa e não dispensa o aconselhamento médico.

 

Fontes: WebMD, Mother Nature Network, Dr. Weil, CNN, Huffington Post.

loading...

7 Comentários

  1. Francisco de Assis Lamar
  2. Laercio Alves
  3. rosangela
  4. sandra brito

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.