Cuidados a ter com as costas das crianças

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

malas

Se queremos evitar dores e problemas nas costas quando somos adultos, a melhor forma de o conseguir é tratar as costas da melhor forma quando somo crianças. Más posturas quando se está sentado, carregar peso excessivo na mochila ou fazer actividades que forcem demasiado as costas, podem levar ao aparecimento de dores e doenças crónicas nas costas quando somos adultos, para além das dores ainda em criança.

 

Mas podemos prevenir esta situação seguindo uma serie de conselhos básicos:

 

Fazer exercício físico

Passar muito tempo sentados, seja na escola, estudando ou jogando jogos de computador, faz com que a musculatura das costas perca tonicidade e enfraqueça. Para o evitar, nada melhor do que praticar exercício físico diariamente. Qualquer desporto é bom para o efeito, mas recomenda-se especialmente a natação, correr ou andar de bicicleta. Deve-se ter muito cuidado com a idade dos seus filhos, porque nalguns desportos, como o atletismo, podem ser contra-indicados quando as crianças são muito novas.

 

Cuidado com as mochilas

Com uma carga superior a 15% do peso da criança verifica-se a projecção da cabeça para a frente, os ombros elevados e rodados para dentro, uma menor capacidade em inspirar fundo e expandir a caixa torácica e uma inclinação do tronco para a frente, ou seja, alterações ao nível de toda a coluna vertebral.

O peso correcto de uma mochila nunca deve ultrapassar os 10% do peso corporal da criança. No caso de ultrapassar, os pais devem optar por uma mochila de rodinhas, evitando o peso ao nível das costas.

No entanto, na mochila de rodinhas é muito importante verificar se a alça está ao nível da cintura da criança, de forma a evitar inclinações do tronco durante o seu transporte. A forma como os materiais são arrumados no seu interior é muito importante, sendo que os objectos mais volumosos e mais pesados devem estar na vertical e o mais próximo possível das costas. Os bolsos da mochila podem ser utilizados para transporte de materiais como o porta-lápis e a carteira.

O transporte da mochila deve ser sempre feito em ambos os ombros com as duas alças em simultâneo, permitindo, assim, a distribuição mais homogénea de peso.

As alças devem ser ajustáveis em altura e almofadadas. O fundo da mochila deve ficar próximo da região lombar, nunca mais de 10 cm abaixo da cintura. Se for possível, a mochila deve ter cinto para prender à cintura, ajudando na distribuição de carga por toda a coluna, e não apenas a nível cervical.

Os sacos desportivos de uma só alça produzem uma curvatura lateral da coluna com elevação do ombro, o que resulta numa alteração da postura e da marcha nas crianças.

A hipótese neste caso será a preferência por mochilas com duas alças ou com rodinhas. No caso de ter de transportar duas mochilas, é importante dividir o peso pelos dois hemicorpos (direito e esquerdo), ou seja, tal como quando carregamos as compras do supermercado, dividir os sacos pelas duas mãos.

É importante que os pais ensinem os filhos a retirar da mochila o material que não necessitam para as aulas no dia seguinte.

A criança deve pousar a mochila durante os intervalos e na viagem.

Os cacifos na escola deveriam ser acessíveis a todas as crianças. As aulas sempre na mesma sala permitem que a criança não tenha de andar com a mochila nos intervalos.

 

Manter uma boa postura

Deve-se sentar direito na cadeira e apoiado nas costas de forma a que a criança não esteja encurvada. Também é importante cuidar da postura quando está a dormir, tentando evitar dormir com a barriga para baixo de forma a proteger a zona lombar.

loading...

Deixe o seu comentário