Conselhos para cuidar bem dos rins

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

rins

O bom funcionamento dos rins é condição básica para uma boa saúde, uma vez que a sua missão é limpar o sangue de toxinas e outros resíduos procedentes dos diferentes processos metabólicos do organismo. Para isso, os rins filtram diariamente cerca de dois litros de sangue. Se os rins não fizessem isto, as toxinas iriam acumular-se no organismo e provocar sérios problemas de saúde. Por isso é importante seguir uma serie de recomendações que nos permitam manter os rins saudáveis:

 

  • É fundamental ter uma boa dieta. Deve-se evitar comer muitos alimentos que possam aumentar o açúcar no sangue, tal como os alimentos muito gordos que possam aumentar os níveis de colesterol. É aconselhável comer cereais integrais, citrinos, assim como sumos de vegetais frescos, que vão ajudar os rins a funcionar melhor. Também se deve evitar o excesso de sal na comida ou comer demasiados alimentos salgados.

 

  • Deve-se beber pelo menos dois litros de água por dia, pois essencial para ajudar os rins a eliminar a urina. Beber água é ainda mais importante para as pessoas com tendência para ganhar pedras nos rins.

 

  • Fazer exercício de forma regular também é muito importante, já que ajuda a reduzir o colesterol e os níveis de açúcar no sangue, ajudando a evitar doenças como a hipercolesterolemia ou a diabetes, que podem provocar danos muito sérios nos rins.

 

  • Não se deve abusar de medicamentos que sejam eliminados através dos rins, especialmente anti-inflamatórios e analgésicos. Se tiver mesmo de os tomar então é importante beber muita água.

 

  • O stress é outro dos grandes inimigos da saúde dos rins, pelo que se deve tentar reduzir os níveis de stress o mais possível. Se estiver a passar por um período de grande stress, tente fazer exercícios de relaxamento e respiração para tentar minimizar os seus efeitos.

2 Comentários

  1. Benedito Melo

Deixe o seu comentário