Como tratar a artrite reumatóide

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

artrite reumatóide

A artrite reumatóide é uma doença reumática sistémica e a forma mais comum de artrite. É uma doença inflamatória que causa dor, edema (inchaço), rigidez e perda de função nas articulações.
Existe de forma característica uma inflamação de diversas articulações, podendo atingir e causar alterações na cartilagem, osso, tendões e ligamentos de diversas articulações.
Existem vários tipos de artrite. Na artrite reumatóide, é característico existir um envolvimento simétrico, ou seja, afectar ambos os punhos ou ambos os joelhos e não apenas uma das localizações. A artrite reumatóide afecta frequentemente os punhos e os dedos (com maior frequência nas articulações perto dos punhos), mas pode também atingir pés, ombros, joelhos, cotovelos, ancas e coluna cervical, entre outros.
Ocasionalmente, a inflamação pode atingir o revestimento dos pulmões (causando pleurite) ou o revestimento do coração (causando pericardite). Pode ainda atingir o pulmão ou associar-se a secura dos olhos ou da boca, devido à inflamação das glândulas que produzem a saliva e as lágrimas. Mais rara é a inflamação dos vasos que provoca a vasculite.
A artrite reumatóide pode, por vezes, existir com febre baixa, sensação de se estar doente e redução da força com fadiga intensa. A anemia existe muitas vezes associada à artrite reumatóide.

 

Conselhos para tratar a artrite reumatóide de forma natural

  • Consuma óleo de borragem como complemento da sua dieta diária. Este óleo tem ácidos gordos Omega 6 e é um remédio eficaz para atenuar e aliviar as dores produzidas pela artrite.
  • Faça exercícios físicos adequados, evitando ou eliminando os que são prejudiciais. Os exercícios físicos mais aconselhados são os aeróbicos de baixo impacto, como por exemplo a natação, as caminhadas ou os alongamentos. É provável que nos primeiros dias sinta dores após fazer exercício, mas isso é normal, não abandone a prática. Conforme o corpo se for acostumando, irá tendo cada vez menos este problema.
  • Verifique com o seu médico se tem algum tipo de alergia, como por exemplo ao leite ou ao trigo. Já se verificou que muitos pacientes conseguem eliminar ou aliviar os sintomas da artrite deixando de consumir certos alimentos.
  • Escolha os alimentos mais recomendados para tratar as dores desta doença. Eles são os peixes azuis (truta, cavala, salmão e sardinhas) que têm ácidos gordos Omega 3, anti-inflamatórios. Óleos vegetais (azeite, noz, colza ou linhaça), também são ricos nestes ácidos. Recomenda-se ainda o seu consumo sem serem cozinhados, de forma a conservarem as suas propriedades. Frutos secos (noz, amêndoa, avelã, pistacho) tendo em conta que proporcionam um alto conteúdo calórico. Vegetais verdes (acelga, alface, brócolos, couve, pepinos, couves de Bruxelas, espinafres), que têm propriedades antioxidantes e neutralizam o efeito dos conhecidos “radicais livres” e frutas ricas em vitamina C (laranjas, tangerinas, kiwis, mangas e morangos).

artrite reumatóide

Remédios naturais para tratar a artrite reumatóide

  • Aplique compressas de água fria: isto servirá para reduzir o inchaço e a inflamação das articulações. É aconselhável usar bolsas de gelo que se aplicam directamente sobre a zona afectada para reduzir a dor. Aplique durante 15 minutos (no máximo) e se desejar repetir, espere meia hora. Tenha cuidado porque se utilizar gelo pode queimar a pele.
  • Use calor para relaxar os músculos: pode usar as conhecidas almofadas térmicas, que se ligam à electricidade e aquecem, sendo depois aplicadas sobre a zona com dores. Outra hipótese é molhar uma toalha em água quente e colocar sobre a região afectada. Outras pessoas aquecem em pano com o vapor de água a ferver ou colocam os pés e os tornozelos num recipiente com água quente. Se a dor estiver espalhada por todo o corpo, encha a banheira com água quente (quente, não a ferver!) e deixe-se estar até a água começar a esfriar.
  • Aproveite as terapias de corpo e mente: quando aos tratamentos para a artrite “convencionais” se juntam técnicas para controlar o stress, a dor ou melhorar o sono, os sintomas diminuem consideravelmente.
  • Respirar correctamente: uma boa respiração, lenta e profunda desde o abdómen, pode ajudar a mudar os quadros de artrite mudando o estado emocional. Serve por outro lado, para diminuir o stress, a tensão e a ira em situações difíceis.
  • Desfrute do relaxamento muscular progressivo: é preciso estar bem concentrado e relaxar todo e cada um dos grupos musculares do nosso corpo. Comece pela cabeça, passe pelo pescoço e os braços, continue pelas costas e o peito, baixe pelo estômago, trabalhe a pélvis, o quadril, as pernas e os pés. Pode estar sentado ou deitado (não se deixe dormir). Respire profunda e lentamente.
  • Medite: esta terapia permite reduzir a frequência cardíaca e elimina as dores. Diminui também a depressão, a ansiedade, o stress e ajuda a aumentar a concentração e o auto conhecimento. A postura da flor de lótus, por outro lado, permite relaxar alguns músculos e as articulações.
  • Pratique tai chi ou ioga: estas práticas orientais são muito eficazes e seguras nos pacientes que sofrem de artrite reumatóide. São muito aconselháveis para as pessoas mais idosas porque os movimentos são suaves e fáceis de executar. Ajudam a aumentar a força conjunta do corpo e a melhorar a amplitude dos movimentos. Contam ainda com uma componente adicional, a espiritual, para que a mente se concentre longe da dor.
loading...

Deixe o seu comentário