Coisas que um corredor não deveria fazer

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

corredor

Seja para evitar lesões ou para melhorar nos treinos, há certas coisas que um corredor não deveria fazer. Algumas coisas são óbvias, mas outras nem tanto e acabam por se repercutir negativamente. Hoje vamos falar um pouco sobre as coisas que devem ser evitadas quando se faz corrida:

 

  • Correr com dor: se um dia for correr e notar algumas dores, é o seu corpo a avisar de algo não está bem. Pensar que já passa e continuar a correr poderá levar a uma lesão grave. É melhor estar 2 ou 3 dias a descansar do que um mês inteiro sem se mexer.

 

  • Aproveitar ao máximo as sapatilhas: umas sapatilhas muito desgastadas alteram a pisada e acabam por fazer perder eficácia na passada, modificando a forma como se pisa o solo e podendo fazer surgir problemas articulares ou musculares. A vida média de umas sapatilhas é de 800 a 1000 quilómetros, a partir desta distância começam a perder propriedades, pelo que não será conveniente alargar muito mais a sua vida útil.

 

  • Não fazer o aquecimento: isto acontece frequentemente quando já se leva algumas semanas a correr. Pensamos que já não é preciso fazer aquecimento e que será suficiente fazer os primeiros metros mais devagar. Fazer exercícios estáticos e dinâmicos de flexibilidade juntamente com mobilidade articular é a chave para ter as articulações no ponto.

 

  • Correr muito tempo sem hidratação: há estações do ano onde a água não se torna tão necessária, mas na Primavera e no Verão é imprescindível. Não notar a sensação de sede não significa que o corpo não necessite de água. Correr com um défice de líquido é muito agressivo para o corpo que é colocado numa situação extrema, o que irá provocar uma diminuição do rendimento do nosso corpo durante o treino e depois na recuperação que vai ser mais longa.

 

  • Correr com o estômago vazio: com isto não estamos a dizer que é necessário comer alguma coisa mesmo antes de ir correr, mas apenas que deverá ter ingerido algum alimento pelo menos nas 2 últimas horas antes de ir correr. Correr sem nenhuma energia irá consumir as reservas e isto para além de ser pouco eficaz, poderá ser perigoso quando queremos colocar mais alguma intensidade na corrida.

 

  • Picar-se com outros corredores: isto é uma situação mais comum de que se possa pensar. O competidor que temos dentro de nós é activado inconscientemente quando vemos outro corredor que nos ultrapassa, no entanto é preciso ter consciência de que cada pessoa tem o seu ritmo próprio e sua própria rotina de treino, pelo que deve-se evitar picardias com qualquer um que se cruze no nosso caminho.

 

  • Fazer sempre o mesmo percurso: tal como se deve ir variando o tipo de treino, também é preciso mudar os percursos efectuados para não começarmos a aborrecer-nos de ver sempre a mesma coisa e as nossas pernas habituarem-se a fazer sempre o mesmo tipo de rotina de treino. Tenha sempre 4 ou 5 percursos diferentes planeados: planos, com subidas suaves, subidas fortes, por terra, etc.
loading...

Deixe o seu comentário