Chá de Hibisco para Emagrecer

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

Chá de Hibisco

A flor de hibisco tem propriedades benéficas para todos quantos pretendem emagrecer. Para além disso, tem outros benefícios, como por exemplo ajudar a baixar a pressão arterial. Como já percebeu, vamos hoje falar sobre o chá de hibisco para emagrecer.

O chá de hibisco é muito popular devido ao seu aroma frutado. É um chá preparado com o cálice do botão seco da flor de uma árvore chamada Hibiscus Sabdariffa que dá umas flores vermelhas ricas em nutrientes como por exemplo flavonóides e minerais. Mas cuidado que esta espécie de hibisco não é a mesma que podemos encontrar em alguns jardins.

 

Inibidores de amílase

A amílase é uma enzima que ajuda a digerir os açúcares simples e amidos complexos, os inibidores encontram-se no chá da flor de hibisco, afectando a forma como o nosso corpo absorve as gorduras e os hidratos de carbono.

Alguns estudos sugerem que estas propriedades do hibisco tornam-no num bom complemento das dietas.

 

Efeito diurético

A flor de hibisco tem uma propriedade diurética que reduz o inchaço e combate a retenção de líquidos. Mas, por outro lado, também contém potássio, cálcio e vitamina C, que a tornam indicada para combater a retenção de líquidos.

Mas para além disso, recomenda-se o consumo de outros alimentos com potássio na sua dieta diária.

 

Rico em antioxidantes

Os antioxidantes do hibisco têm benefícios para a saúde cardiovascular e geral. Por outro lado, também são importantes para ajudar a depurar o organismo.

Vários estudos mostraram que a flor de hibisco ajuda a reduzir a pressão arterial, e por essa razão é recomendada para pessoas com problemas de hipertensão.

Para além disso, os antioxidantes, protegem o coração e os vasos sanguíneos dos danos oxidativos.

 

Flavonóides

Os flavonóides têm vários benefícios para o nosso organismo, como acções anti-inflamatórias, hormonais, anti-hemorrágicas, antialérgicas e até mesmo para evitar o aparecimento do cancro. Mas o seu maior benefício vem das suas propriedades antioxidantes, sendo uma substância que combate os radicais livres do corpo humano e desintoxica o organismo.

A flor de hibisco é rica em flavonóides, como os que se encontram no extracto das sementes das uvas. É recomendado para melhorar a circulação e proteger as células do danos dos radicais livres, ajudando a melhorar a saúde em geral e a perder peso. Também ajudam a reduzir o colesterol no sangue. Melhoram a saúde de uma forma geral e contribuem para a optimização do nosso metabolismo.

 

Como consumir chá de hibisco?

A flor de hibisco pode ser consumida na forma de chá. E não tem apenas um aroma agradável, o seu sabor é também muito peculiar.

Mas vamos ver como preparar o chá de hibisco para emagrecer, seguindo esta receita:

  • ½ chávena de flor seca de hibisco
  • 2 litros de água
  • Stevia para adoçar (pouco)
  • O sumo de um limão fresco

Preparação:

Ponha a flor de hibisco e ferver num 1 litro de água. A água irá ficar com uma cor vermelha. Retire do fogo e deixe esfriar. De seguida deite a água vermelha resultante da fervura num recipiente com mais de dois litros, coando-a ao mesmo tempo, ou seja, separando a flor. De seguida junte a stevia e o sumo de limão, misturando tudo muito bem. Junte o outro litro de água e misture. Para servir junte gelo a seu gosto.

É uma bebida com sabor um pouco ácido mas muito refrescante. Pode beber este chá durante as refeições.

 

Contra-indicações do chá de hibisco

Não deve ser consumido por mulheres grávidas, uma vez que doses elevadas de hibisco podem ser abortivas. Também deve ser evitado o seu consumo durante o período de amamentação.

Por ter uma acção diurética, o consumo excessivo do chá de hibisco pode fazer com que a pessoa elimine muitos electrólitos, nutrientes essenciais para o funcionamento do organismo composto principalmente por cálcio, potássio, sódio e magnésio. A falta destas substâncias pode levar à desidratação.

Deixe o seu comentário