Causas para a perda de memória

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

memória

É normal que, de forma pontual, nos possamos esquecer de um número de telefone ou do nome de uma pessoa. Apesar disso, a perda de memória é um facto real que se acontece com o passar dos anos devido à perda de numerosas células do cérebro.

Embora seja normal que a perda de memória ocorra de forma natural com o envelhecimento, esta também pode surgir devido ao excesso de ansiedade ou de stress.

Vamos de seguida falar mais detalhadamente das causas pelas quais uma pessoa pode ir perdendo a memória de forma paulatina e progressiva.

 

Perda normal de memória

Perder a memória é um facto normal que costuma acontecer a partir dos 20 anos de idade, pois durante este período o organismo começa a sofrer uma perda progressiva de células cerebrais.

No entanto, essa perda costuma ser pontual e quase imperceptível, pelo que não se dá grande importância. Para evitar que o problema piore, os especialistas costumam recomendar que se exercite a memória com exercícios, como por exemplo leitura ou passatempos.

 

Causas da perda de memória transitória

Muitas vezes, apesar de se ter uma boa memória, pode haver algum tipo de bloqueio na mente que pode causar alguma perda de memória transitória. Podem ser muitas as causas que provocam a dita perda de memória:

  • Dormir poucas horas habitualmente. Aconselha-se a dormir umas 8 horas diárias para que o corpo possa descansar bem e possa render sem problemas.
  • O consumo excessivo de álcool pode provocar graves problemas de memória.
  • Certos medicamentos também podem ter este efeito secundário.
  • Deficiência de vitamina B12 no organismo. Esta vitamina é essencial para o bom funcionamento do sistema nervoso.
  • Falta de água e desidratação do organismo. Aconselha-se o consumo de uns dois litros de água por dia.
  • Certos tumores cerebrais podem provocar perdas de memória temporais.

Em todos estes casos, a pessoa em questão pode perder a memória de forma transitória, mas uma vez solucionado o problema, volta a ter uma memória em bom estado.

perda de memóriaCausas da perda de memória permanente

Contrariamente aos casos anteriores, há situações em que as pessoas sofrem uma perda de memória permanente, o que vai provocar um sério problema de saúde porque não são capazes de realizar hábitos tão básicos como tomar banho ou vestir-se. Nestes casos, a pessoa costuma sofrer da chamada demência senil e perde a capacidade de raciocinar e memorizar. Os sintomas mais frequentes deste importante problema de saúde são:

  • Não são capazes de ter uma conversa normal pois não conseguem reter informação.
  • Não se recordam de dados tão importantes, como por exemplo onde nasceram ou o seu número de telefone.
  • Repetem interminavelmente uma série de histórias como se nunca as tivessem contado anteriormente.
  • Costumam descuidar a higiene pessoal e esquecem-se de comer.
  • Perdem rapidamente o sentido de orientação e não sabem onde se encontram.

 

Como melhorar a memória

Em todos estes casos, o mais importante é pedir ajuda rapidamente a um especialista para tentar minimizar o problema. Apesar de infelizmente a demência senil não ter cura e os seus efeitos serem irreversíveis, um bom tratamento vai ajudar a pessoa a suportar melhor a perda de memória. Por essa razão, é essencial e muito importante cuidar da memória através de uma boa alimentação e exercitando-a com actividades tão simples, mas eficazes como os sudokus ou as palavras cruzadas.

loading...

Deixe o seu comentário