Antibióticos, aprenda a usá-los

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

antibióticos

Os antibióticos são medicamentos sujeitos a receita médica que têm como objectivo tratar infecções causadas por bactérias. No entanto, estima-se que uma grande percentagem dos antibióticos tomados não seja necessária ou seja tomada de forma incorrecta.

Os antibióticos servem para combater infecções resultantes de bactérias e não de vírus, como por exemplo gripes e constipações. Se os antibióticos forem usados de forma incorrecta corremos o risco de que não funcionem quando realmente precisarmos deles, pois as bactérias desenvolvem resistências contra eles, tornando-se mais fortes e perigosas.

O desenvolvimento de resistência a antibióticos é um problema grave para a medicina moderna. As bactérias desenvolvem resistências quando o antibiótico é tomado em ocasiões em que não é necessário, fazendo com que a bactéria passe a “conhecer” o antibiótico preparando-se para o futuro, ou quando o paciente não toma o antibiótico até ao fim por já se sentir melhor. Neste segundo caso as bactérias não são completamente eliminadas e ganham resistência ao antibiótico usado.

Para prevenir esta resistência nunca deve tomar antibióticos não receitados nem insistir para que o seu médico lhe receite um. Deve ser o médico a determinar se a infecção é bacteriana ou viral, pois como já referimos os antibióticos não afectam os vírus. Não deve usar antibióticos que sobraram de tratamentos anteriores, o que aliás não deve existir, pois os tratamentos com antibióticos devem ser sempre levados até ao fim.

Muitas pessoas usam restos de antibióticos ou compram-nos sem receita médica para tratar gripes e constipações, começando normalmente quando sentem a garganta dorida. As bactérias não causam estas doenças ou sintomas, por isso não deve tomar antibióticos para as tratar. No entanto, outros sintomas como corrimento nasal, sintomas de infecção de ouvidos, tosse forte ou bronquites podem dever-se a infecções bacterianas. Apesar disso, deve ser sempre o seu médico a avaliar a situação e não você.

Para usar os antibióticos de forma correcta basta lembrar-se do seguinte:

  • Deve informar o seu médico de alergias que tenha, se está grávida ou se toma algum contraceptivo, pois os antibióticos tornam-nos menos eficazes.

  • Deve tomar o antibiótico até ao fim, sem excepção e seguindo as indicações do médico. Se não o fizer, as bactérias desenvolvem resistência e as infecções podem tornar-se recorrentes.

  • Se falhar uma dosagem, não tome a próxima a dobrar “para compensar”, simplesmente continue com o horário e doses normais.

  • Não deve beber álcool enquanto estiver a fazer o tratamento nem tomar antibióticos de estomago vazio.

  • Guarde o antibiótico apropriadamente. A maioria tem que ficar num local seco à temperatura ambiente, mas alguns necessitam de refrigeração. Nunca deve guardar em casa restos de antibióticos.

Deve ter consciência que os antibióticos são uma ferramenta muito poderosa para tratar infecções bacterianas e que para manter a sua eficácia deve usá-los de forma correcta e apenas quando necessário.

 

loading...

Deixe o seu comentário


SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...